in ,

Número da semana: 95.426

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), registaram-se 95.426 dormidas em estabelecimentos de alojamento turístico no concelho de Tomar durante o ano passado, menos cerca de 11 mil em relação a 2017.

Do total do ano passado, 49.776 foram dormidas de portugueses e 45.650 de estrangeiros.

Na nossa região, o concelho de Ourém (devido ao fenómeno de Fátima) bate o recorde de pernoitas (949.690 em 2018), sendo cerca de 70 por cento referentes a estrangeiros.

 

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
  1. Estes dados do INE mereciam um belo comentário. Ou até mesmo uma peça mais desenvolvida. Isto se não estivéssemos em Tomar. Como estamos mesmo nas margens nabantinas, a experiência ensina que não adianta pregar no deserto.
    Mas lá que a conjuntura turística em Tomar é caricata, disso não há dúvida. Os eleitos garantem que vai tudo pelo melhor. Os números de INE mostram exactamente o contrário. Em 2018 houve menos dormidas de turistas em Tomar em relação a 2017. É claro que a Festa dos tabuleiros, que custou aos contribuintes 600 mil euros, também serve para camuflar essa triste realidade. Os autarcas vão apregoar aos quatro ventos que aumentaram em 2019 as dormidas em Tomar.
    O pior para eles é que as próximas eleições são em 2021 e em Tomar não se vislumbram grandes sucessos na área turística em 2020. E nas outras áreas também não.

  2. Referindo o “fenómeno de Fátima” a notícia atribui ao turismo religioso o facto de Ourém registar dez vezes mais dormidas que Tomar. Leu bem. Dez vezes mais. Mas será só o turismo religioso? Parece-me bem que não. Sem pretender de forma alguma reduzir a sua importância, cumpre realçar as excelentes condições de acolhimento. Bons acessos, boa sinalização para automobilistas e para peões, estacionamento gratuito em quantidade, sanitários para grande afluência, oferta hoteleira muito mais variada que em Tomar, preços mais acessíveis, simpatia do pessoal de recepção, devidamente habilitado, informação, promoção realista, limpeza urbana…
    Tudo coisas que em Tomar poucos sabem o que sejam.
    Um amigo dizia-me há tempos que o maior operador europeu de turismo tem vários circuitos para Portugal, mas nenhum passa por Tomar. Apesar de os seus grupos até dormirem em Fátima duas noites. E Fátima fica só a 35 Kms. Porque será que não vêm a Tomar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Executivo camarário reúne

Biblioteca de Tomar comemora 22 anos