in ,

Uma família numerosa de Tomar entrevistada na RTP

A grande família de Luís e Maria Luísa Francisco, de Tomar, foi entrevistada no programa “A Nossa Tarde”, da RTP1, apresentado por Tânia Ribas de Oliveira.

Conheceram-se e começaram a namorar quando os dois eram jovens e andavam nos escuteiros.

Depois de casarem, os filhos foram surgindo num processo que a família encara com naturalidade. O casal tem oito filhos, dois dos quais gêmeos. Na entrevista, que pode ser vista aqui, apenas faltou um.

 

Luís cresceu no seio de uma família numerosa e por isso ter 8 filhos é perfeitamente normal para o professor.  

“Somos 6 irmãos, sempre houve muita gente em casa!” 

Já Luísa só tem um irmão, mas quem a conheceu na infância diz que já demonstrava a vontade de ter uma família grande. 

“Dizem que eu dizia que queria ter muitos filhos, mas não me lembro disso. Quando casei, nunca pensámos ou planeámos isso”, conta Luísa. 

Conheceram-se na adolescência, quando frequentavam os escuteiros, mas tinham já 25 e 27 anos quando casaram. Um ano depois Luísa ficou grávida de Pedro.  

“E um ano depois veio o Tiago. Há aqui duas gerações, os primeiros 4 são de uma geração, a partir dos gémeos é outra”, diz Luísa. 

Luís recorda que se foram adaptando com a chegada dos filhos e que nunca foi difícil gerir as rotinas.  

“Não é complicado, porque quando os mais novos nascem já os mais velhos ajudam, é mais fácil do que as pessoas pensam.” 

Mas para organizar 10 agendas, nada como ter tudo escrito.  

Ambos confessam que durante alguns anos a vida a dois deixou de fazer parte da agenda do casal, mas que nunca foi um problema. 

Uma família numerosa

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
  1. Percebe-se a ideia. Portugal tem um sério problema de natalidade, e Tomar então nem se fala. De modo que o melhor é ir tentando entusiasmar os mais jovens, mostrando-lhes bons exemplos.
    Mas com a falta de emprego em condições, de alojamento acessível, de transportes públicos capazes, de serviços de saúde de qualidade, e por aí adiante, quem é que ousa meter-se em aventuras sem regresso possível? Só os mais audazes, que já se foram de Tomar, em buscas de horizontes mais promissores.

    • E daí? Qual o interesse para os tomarenses em geral, principais leitores deste blogue?
      O exibicionismo é uma das pragas da sociedade contemporânea. Tudo saca selfies…

        • É o seu ponto de vista, que se deve respeitar. Todavia, se um dia destes pudesse passar pelo consultório de um aftalmologista, era capaz de não ser má ideia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Ninho de vespa asiática de grandes dimensões localizado na Choromela (c/ vídeo)

Centro de Formação Profissional organiza Semana do Empregador