in ,

A aventura de um doente que passou por três hospitais em oito horas

Andanças no centro hospitalar do Médio Tejo

Foram oito horas em três hospitais (Tomar, Torres Novas e Abrantes) que implicaram três viagens de ambulância. A aventura é relatada na primeira pessoa por Paula Alcobia no facebook. O seu filho deu uma queda quando jogava futebol e foi para o hospital de Tomar. Daqui para Torres Novas, depois para Abrantes e regresso a Torres Novas.

Tudo por causa de uma TAC que até podia ser feita em Tomar porque no hospital existe equipamento para tal.

Aqui fica o relato:

“Há situações insólitas… o meu filho (uma vez mais) lesionou-se a jogar futebol. (Bateu com a cabeça no chão)
Entrou no Hospital Tomar, foi diretamente à triagem. Pulseira laranja. Foi de imediato assistido. Foi transferido para Hospital Torres Novas. Teve q ir de ambulância.
Chegou ao Hospital Torres Novas, nova triagem, nova pulseira laranja. RX e necessidade de TAC 🙈🙉🙊
Foi de ambulância para o hospital de Abrantes fazer TAC. Regressa ao hospital de Torres Novas de ambulância.
Duas horas após fazer o TAC, sabemos o resultado. Felizmente não há lesões graves. 🙏

Mas, e se houvesse? 
Entrou num hospital com pulseira laranja às 15h e saiu 8 horas depois. Esteve em 3 hospitais distintos. Teve que fazer 3 viagens de ambulância, entre hospitais, sem saberem se havia ou não agravamento da situação/ lesões (Cerebrais!)

O insólito é que no primeiro (Hospital de Tomar), há equipamento para fazer RX e atualmente também TAC…

Há certamente uma justificação para estes procedimentos… redução de despesas e o bem estar do paciente, certo ??!!??”

Paula Alcobia

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Pois e a vergonha do centro hispitalar do medio tejo uma balburdia total eu como utente cada vez mais tenho asca a maneira como sou tratado pelos medicos no dito centro hospitalar especialmente de Tomar onde tive de me deslocar eles é que sabem e nos e que somos burros e sai de la com ben u ron maravilha 5 estrelas tenho a dizer so eu sei o que tenho passado e ir la ao nao ir de que vale antibioticos nada.

  2. Sou, actualmente, da opinião que deveriam concentrar todos os meios humanos em um só Hospital. Não me interessa qual, pode ser no de Tomar, Torres Novas ou em Abrantes, quem de direito que o escolha.

    A ideia é que se a pessoa lá chegar viva que tenha hipóteses reais de ser bem assistida e em tempo realmente útil. Não vale de nada ter o hospital a 5 minutos e demorar 5 horas até ser atendido por falta de pessoal ou até descobrirem o que tem depois de andar a passear entre hospitais.

    Naturalmente que os bombeiros devem ter mais meios humanos e técnicos que permitam prestar uma assistência ainda mais avançada para aumentar as hipóteses de recuperação das pessoas em casos mais graves, mas tal é perfeitamente executável.

    Deveriam ser disponibilizados pelo menos uns 3 helicópteros em permanência para as emergências médicas de forma a acelerar a chegada ao hospital de casos mais graves, helicópteros estes eventualmente cada um deles colocado no próprio concelho a servir prioritariamente para chegar ainda mais rapidamente ou levarem a pessoa directamente para ele conforme as situações.

    Por tanto não é uma questão de poupar dinheiro, mas sim de aumentar os recursos humanos e técnicos de tal forma que as pessoas recebam o melhor tratamento no prazo mais curto possível.

  3. Concordo plenamente com o sr joao ou entao que vendam os 3 hospitais do medio tejo para hospitais privados e deseguda facam um hospital na zona industrial quem vai de TOMAR para o entroncamento comk foi inicialmente pensado assim pode ter e deve ter todas as valencias em permanente e 24h sobre 24h. E com acesso a rede de helicoteros em que deve havef de permanencia um no hospital.

    Ja chega de tal selvajaria a que vamos assistindo por nao termos os devidos cuidados atempadamente.
    So tenho a dizer que mais valia ter um bom hospital do ter tres e nao ter nada pois quando realmente se chega a ser assistido se tiver de morrer ja era mas depois fazense grandes festas e estadios de futebol enfim é o que o povo gosta mas quandk ha um azar aiiiiiia aiiii..

    Era preciso ter coragem e ninguem parece querer saber ….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Não vale tudo para promover os tabuleiros de Tomar

Câmara vai colocar à venda Convento de Santa Iria e ex-Colégio Feminino