DestaqueEconomiaOpinião

Vendedores contestam critérios de “leilão” da venda ambulante na festa dos Tabuleiros

Opinião

- Publicidade -

Venho aqui expressar a minha estupefação pelas notícias apresentadas esta semana pelas Câmara Municipal de Tomar. Somos um grupo tomarense que costuma participar na Festa dos Tabuleiros, onde costumamos ter sempre um espaço de venda ao público. Este ano vemos que tal é praticamente impossível, uma vez que a CMT está a “leiloar” a maior parte do espaço como um bolo e por um preço exorbitante (provavelmente para outro tipo de empresas…), o que dificulta e muito quem é da terra e sempre se acostumou a participar. Falo de nós como falo de todo o tipo de Associações, ACR’s do concelho, que muitas vezes é daqui que conseguem arranjar fundos para promover as suas atividades ao longo do ano.

Não sendo já o suficiente, deparamo-nos com os seguintes pontos, apresentados no Edital:

“O adjudicatário do espaço de venda, identificado globalmente como “Zona A – Várzea Grande”, fica obrigado a fornecer gratuitamente o total de 2500 bebidas à Comissão da Festa, via senhas de consumo para distribuir a colaboradores ou prestadores de serviço, a disponibilizar nos espaços de venda a ocupar no local identificado como “Zona A – Várzea Grande”.

O adjudicatário do espaço de venda, identificado como “Zona A.1 – Tenda do Mercado Municipal”, fica obrigado a fornecer gratuitamente 750 refeições à Comissão da Festa, via senhas de refeição para distribuir a colaboradores ou prestadores de serviço, para disponibilizar almoço/jantar com refeição completa, com 3 opções de carne e 3 opções de peixe, com serviço à mesa em espaço reservado ao efeito e exclusivo aos restantes clientes, ou a pedido, em sistema Takeaway”.

Não é para rir?

- Publicidade -

                                                           Um Tomarense Desapontado

PS: Os vários documentos podem ser consultados aqui: http://www.cm-tomar.pt/index.php/pt/editais#diversos

Festa dos Tabuleiros: espaços de venda na rua em hasta pública

- Publicidade -

4 comentários

  1. Penso que o mais relevante daqui é mesmo toda a zona da Várzea esta a ser “leiloada” por 125 mil euros. Ou seja, já tem mais que destino, e metem esse valor só mesmo para as entidades mais pequenas, ditas associações, bombeiros, sct, etc nao poderem concorrer. Enfim

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo