DestaqueSociedade

O formador de empresas, Rhys, diz: “As empresas familiares podem crescer com os ventos de mudança causados pela pandemia”

Todas as empresas testemunharam mudanças dramáticas devido à COVID-19. A pandemia desencadeou desafios particularmente notáveis para as empresas familiares

 

LISBOAEmbora a COVID-19 tenha devastado muitas organizações, as empresas familiares resistiram à pandemia e estão preparadas para liderar a recuperação pós-pandémica, de acordo com o inquérito da PwC, Family Business Survey 2021. 80% das empresas familiares, a forma mais comum de organização empresarial em qualquer economia mundial, optaram pelo regime de teletrabalho e 25% reorganizaram a produção para satisfazer a procura relacionada com a pandemia.

drive banner horarios

 

Apenas um terço das empresas familiares tiveram de reduzir os dividendos, e 20% necessitaram de acesso a capital adicional, tal como relatado pela PwC. Tal resiliência alarga também as perspetivas positivas para o futuro, já que 80% das empresas familiares planeiam diversificar ou expandir-se para novos produtos ou mercados, e 86% acreditam que voltarão às taxas de crescimento pré-pandémicas até ao final de 2022.

 

Rhys Li, o fundador da OneSMRA, um empresário com sede em Amesterdão, MBA, CPA, formador, consultor, parceiro estratégico na gestão da mudança, e formador de empresas, comentou a forma como as empresas familiares se mostraram robustas e adaptáveis face à pandemia: “Apenas 30% de todas as empresas familiares fazem a transição para a segunda geração. Muitas vezes, o problema é o desfasamento entre os objetivos, desejos e necessidades da empresa e os membros individuais da família. As empresas familiares precisam de uma verdadeira mudança de mentalidade se quiserem crescer com os ventos de mudança causados pela pandemia.”

 

“A COVID-19 ensinou às empresas familiares muitas lições sobre preparação, agilidade e adaptação. É isto que chamamos de resiliência empresarial! À medida que a globalização e a transformação digital perturbam os negócios, a forma como as empresas familiares detêm um objetivo pode fazer uma verdadeira diferença”, acrescentou o fundador da OneSMRA, Rhys Li.

 

“Tenho um percurso multicultural e uma vasta experiência nas áreas das finanças, produtos de consumo, tecnologia, telecomunicações e indústrias energéticas. Fiz formação com funcionários de empresas como a Deloitte, EY, Roche e Rabobank. Utilizo o meu know-how para ajudar as pequenas organizações a destacarem-se no próximo nível, especialmente as empresas familiares. Tiro partido dos meus 20 anos de experiência para elaborar o meu próprio método de formação com base no estímulo, organização, redução de riscos e liderança. Ajudo tanto as empresas como os indivíduos a encontrar ou manter um objetivo, melhorar os processos, implementar sistemas estratégicos e aumentar a eficiência enquanto se reduz os riscos”, disse o Formador em Gestão de Riscos e fundador da OneSMRA, Rhys Li.

 

Contacto:

Rhys Li –

https://www.rhysli.co/pt

2 comentários

  1. Vende fumo… E, ao mesmo tempo, usa argumentos “desenhados” à escala, de essa coisa perigrosíssima que é agenda socialista – comunista radical, chamada carinhosamente pelos governantes socialistas da Europa y pela esquerda dos Estados Unidos: “Agenda 2020-2030”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo