DestaqueEconomia

Após acidente mortal, Tejo Ambiente contrata empresa de segurança no trabalho

- Publicidade -

A Tejo Ambiente contratou por dois anos a empresa 44Engenharia e Coordenação de Segurança II, Lda, de José Delgado, para “serviços de coordenação de segurança e saúde em empreitadas nos concelhos de Ourém, Tomar, Ferreira do Zêzere, Vila Nova da Barquinha, Sardoal e Mação e consultoria técnica”.

O contrato foi assinado no dia 2 de maio, envolve uma verba a rondar os 70 mil euros e é válido por dois anos.

Este contrato surge poucos meses depois de um acidente de trabalho que provocou a morte a Filipe Rosa, de 66 anos, quando estava a trabalhar nas obras de saneamento básico na freguesia de S. Pedro de Tomar.

O trabalhador perdeu a vida quando as paredes laterais da vala, sem proteção, deslizaram e soterraram-no.

Vala onde morreu trabalhador não tinha proteções (c/ fotos)

- Publicidade -

Já está marcado o funeral do homem que morreu a trabalhar

 

 

 

- Publicidade -

1 comentário

  1. Não se aprende com os erros dos outros….Nas obras de requalificação de Cem Soldos, vi valas com mais de 2m sem qualquer tipo de entivação, quando é obrigatório a mais de 1,2m de profundidade, quando acontecer um acidente vai ser o elo mais fraco que vai sofrer, e a câmara a assobiar para o lado… em vez de controlar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo