CulturaDestaque

Restauro da janela do Capítulo: as primeiras imagens

- Publicidade -

A Direção-Geral do Património Cultural, entidade que tutela o Convento de Cristo, partilhou algumas imagens das obras de conservação e restauro da janela do Capítulo.

“A leitura dos elementos escultóricos, nomeadamente da famosa Janela Manuelina, era quase imperceptível pelo facto de estar encoberta por uma espessa camada biológica, causadora também de danos no material pétreo subjacente”, explica a DGPC.

Com estas obras a imagem que temos da janela nunca mais será a mesma, dado que vão limpar todas as pedras retirando os fungos, musgo e líquenes que a cobrem e que provocam a coloração acastanhada e negra a que estamos habituados. O objetivo é “erradicar de forma gradual e controlada a colonização biológica” utilizando um método inédito em Portugal.

“Num ensaio pioneiro em Portugal, foi criada uma estrutura em chapa de madeira OBS que esconde todo perímetro da Janela Manuelina” para que não entre luz nem humidade.

Os primeiros resultados começam a ser conhecidos. No dia 14 de novembro, “procedeu-se à primeira análise visual dos efeitos que a ausência de luz e humidade directa está a ter na mitigação dos microrganismos. Constatou-se que um mês de ocultação favorece o desprendimento do suporte dos líquenes de coloração amarela”, garante a DGPC.

- Publicidade -

Foram também recolhidas pelo professor Delgado Rodrigues, consultor científico da DGPC, um total de seis amostras de diferentes tipos de microrganismos vivos para análise no Laboratório Hércules da Universidade de Évora. Espera-se assim conseguir um maior conhecimento da microbiologia existente e dos danos que determinadas espécies provocam na pedra.

As obras de intervenção e restauro da charola e das fachadas e coberturas da igreja e a janela manuelina, uma empreitada de 1 milhão de euros, adjudicada à empresa STB – Reabilitação do Património Edificado, Lda, devem estar concluídas no prazo de um ano.

Fotografias: Arlindo Homem / DGPC

Janela do capítulo totalmente tapada

- Publicidade -

1 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo