in ,

Quim Barreiros atua na feira de Santa Iria

Feira de Santa Iria

De 18 a 27 de outubro decorre em Tomar a Feira de Santa Iria e Feira das Passas. O local será o mesmo do ano passado, à volta do mercado municipal, com a novidade do palco mudar para o parque de estacionamento Santa Iria.

O programa de animação aposta no folclore, na música popular, nas bandas filarmómicas e na música pimba.

O popular cantor Quim Barreiros atua na noite de sábado, dia 26.

Do programa dos 30 anos da rádio Cidade de Tomar, incluído na feira, consta a atuação de Mário Mata (dia 19) e Quina Barreiros, Chave d’Ouro, Marcus, Saul, Ricardo José, Custódio Gonçalves, Vitor Rodrigues, Nuno RickY e David Antunes (dia 20).

De resto, mantém-se a procissão de Santa Iria no dia 20, as tasquinhas no recinto do mercado, a feira das passas no deck do Flecheiro e os divertimentos no parque de estacionamento, além dos habituais vendedores espalhados na zona envolvente.

 

Programa:

Sexta, dia 18
20h30 – Tuna da Universidade Sénior de Tomar
21h15 – Grupo Música Ligeira da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira

Sábado, dia 19
21h30 – Mário Mata – 30.º aniversário da Rádio Cidade de Tomar (espetáculo de variedades)

Domingo, dia 20 (dia de Santa Iria)
10h30 – Missa na Igreja São João Baptista
11h30 – Procissão (Rua Infantaria 15, Av. Dr. Cândido Madureira, Praceta Alves Redol, Rua Everard e Ponte Velha onde decorrerá o tradicional lançamento de pétalas de Flores ao Rio Nabão, seguindo-se a recolha da Imagem na Capela de Santa Iria)
14h30 – 30.º aniversário da rádio Cidade de Tomar (espetáculo de variedades) – Quina Barreiros, Chave d’Ouro, Marcus, Saul, Ricardo José, Custódio Gonçalves, Vitor Rodrigues, Nuno RickY e David Antunes

Sexta, dia 25
21h00 – Grupo de Cantares Pé na Música

Sábado, dia 26
21h30 – Quim Barreiros

Domingo, dia 27
16h00 – Sociedade Banda Republicana Marcial Nabantina
16h45 – Banda Payalvense Manoel de Mattos
17h30 – Banda Filarmónica Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira
18h15 – Banda Sociedade Filarmónica Gualdim Pais

Inauguração da feira:
Sexta, 18 outubro, 17h00

Horário da feira:
Segunda a Quinta, 15h00 às 24h00
Sextas, 15h00 à 01h00
Sábados, 11h00 à 01h00
Domingos, 11h00 às 24h00

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
    • Bem observado!
      Mas só agora é que resolveu acordar, ao ver que a desgraça acaba por lhe vir bater à porta?
      Seguir o rebanho tem destes inconvenientes. Quando menos se espera, somos prejudicados. Ninguém, por mais sagaz que seja, consegue passar sempre entre os pingos da chuva sem se molhar.
      Não sabia?

  1. Não é preciso vir o Quim Barreiros para abandalhar o que esta da infeliz feira de Santa Iria. O executivo já fez o necessário nesse sentido, ao acabar com a Várzea grande como campa da feira que foi durante séculos.
    O facilitismo no ensino produziu montes de analfabetos diplomados, que agora estão no poder. Os resultados são aquilo que todos podemos ver.
    Até quando vamos continuar quietos e calados, à espera dos milagres que nos venham resolver os problemas?

  2. Transformar a várzea grande na “sala de visitas” da entrada em Tomar é do interesse de alguns, para além de ser ineficiente, ficar caro e ser uma idiotice pensar que na verdadeira entrada na cidade ninguém olha para o Flecheiro,

    • Tem mais. Numa daquelas atitudes que faz da atual maioria autárquica um a espécie de grupito de cachopos malcriados, resolveram transferir o monumento ao soldado desconhecido para uma rotunda a edificar frente à estação da CP. Assim uma espécie de imitação da rotunda do Marquês de Pombal para saloios atrasados mentais.
      Sucede que, além da fraca circulação automóvel naquele local não justificar de modo algum uma rotunda para já, logo mais abaixo, no cruzamento com a Nun’Álvares, onde aí sim, se impunha e impõe uma rotunda, por se tratar da principal entrada da cidade, pois não senhor, Só para fazer pirraça, os cachopos autárquicos resolveram que não haverá rotunda. Falo de cachopos uma vez que me parece tratar-se de uma evidente cachopice. De tal monta que a lider do dito grupo nem sequer considerou útil cumprir o seu dever como eleita por apenas 20% do eleitorado: explicar e justificar a sua opção aos pagadores de impostos.
      Deve estar convencida que com mais umas festarolas, umas comezainas, tudo à borla e com muita prosápia, a reeleição em 2021 já está no papo. Estará mesmo? É o que falta saber.

  3. O cruzamento da Av Nuno Álvares em Tomar é único: não deve haver via principal urbana nas cidades deste país em que é possível virar á esquerda em todas e cada uma das 4 ruas confluentes. Quanto ao resto, o pior é que festarolas, arruamentos modificados sem vantagem para o cidadão e praça embelezada com expulsão dos veículos dos tomarenses é bem capaz de garantir a vitória autárquica próxima. E quanto há oposição ela será melhor?

    • Não percebo em que exemplo ou exemplos se baseia para concluir que uma infindável série de palermices e outros despropósitos “é bem capaz de garantir a vitória”.
      Sobre a oposição, a resposta é simples: O que há não presta e o eleitorado também pouco vale em termos cívicos, como demonstram 44 anos de resultados miseráveis.
      Há porém um detalhe importante. Já sabemos quem vai encabeçar a lista PS. Falta saber qual será a lista do PSD e qual o seu cabeça. Só depois será possível responder com algum acerto. E votar em consequência. Para pior já basta assim.

  4. Porque é que no texto diz quim barreiros e no cartaz diz Quina Barreiros. Ainda achei que pudesse ser um erro mas não me parece visto que tem a foto de uma mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Cineclube exibe filme clássico do cinema japonês

Foto do dia