SociedadeDestaque

PSP abre concurso para novos agentes

- Publicidade -

A Polícia de Segurança Pública (PSP) abriu um concurso para a admissão de novos agentes, com candidaturas disponíveis até 27 de março, segundo aviso publicado em Diário da República.

O procedimento concursal para constituição de reserva de recrutamento para a admissão ao Curso de Formação de Agentes (CFA) destinado ao ingresso na carreira de agentes de polícia e da banda de música da PSP dá conta que os interessados podem fazer até 27 de março a candidatura através do portal de recrutamento da PSP https://recrutamento.psp.pt/.

Em comunicado, a direção nacional da PSP relembra que no ano passado foram alteradas algumas condições de acesso ao curso de formação de agentes, nomeadamente a idade mínima e máxima para ingresso, passando para os 18 e 30 anos, respetivamente, e os candidatos podem encontrar-se a frequentar o 12.º ano de escolaridade.

A PSP indica também que para os militares que tenham prestado serviço militar em regime de contrato, regime de contrato especial ou voluntariado, o tempo de serviço efetivo prestado é abatido à idade cronológica dos cidadãos, até ao limite de quatro anos.

Aquela polícia sublinha que “promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional” e incentiva todos os cidadãos que “reúnam condições para o efeito e que desejem contribuir para uma sociedade mais segura e inclusiva a apresentar a candidatura para integrar a PSP, independentemente da ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual”.

- Publicidade -

O aviso publicado em Diário da República refere ainda que o procedimento concursal aberto visa a constituição de reserva de recrutamento para o preenchimento das vagas para admissão ao curso de formação de agentes de polícia e ao curso de formação de agentes da banda de música que vierem a ser definidas por despacho conjunto dos ministros das Finanças e da Administração Interna.

No concurso aberto no ano passado candidataram-se perto de 4 mil pessoas e, após a validação das candidaturas e a prestação de provas, entraram 648 para o curso de formação de agentes, que começou em dezembro.

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), Paulo Santos, disse à Lusa que atualmente frequentam o curso de formação de agentes na Escola Prática da Polícia (EPP), em Torres Novas, Santarém, cerca de 570 candidatos, tendo já desistido perto de 80.

Paulo Santos afirmou que é útil a abertura de uma bolsa de recrutamento, sendo “evidente a necessidade de abrir concursos na PSP”.

“A questão que se coloca é se há condições nos concursos para preencher as necessidades. Aquilo que sabemos é que na abertura dos últimos concursos, principalmente no último, aqueles que concorreram ficaram muito abaixo daquilo que seriam as necessidades”, precisou.

O presidente da ASPP sublinhou que há um problema na PSP de falta de atratividade, que está relacionada com os baixos salários, condições de trabalho e particularidade da profissão.

O sindicalista avançou ainda à Lusa que iriam enviar o Ministério da Administração Interna um ofício para pedir a abertura de um processo negocial para alteração das tabelas remuneratórias.

 

Anúncio aqui

- Publicidade -

1 comentário

  1. Podem facilmente ser recrutados no bairro calé, no bairro Salazar e no bairro Senhora dos Anjos. São bons patrulha dores da noite, bons a conduzir a alta velocidade em ambiente urbano, e sobretudo mandam mais na cidade que os próprios polícias actualmente em actividade…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo