in ,

Principal entrada da cidade fechada para obras (c/ fotos)

Começaram na segunda feira, dia 15, as obras de requalificação da av. D. Nuno Álvares Pereira, principal entrada e saída de Tomar.

O trânsito foi cortado nos dois sentidos entre a rotunda à entrada da cidade e a travessa do Padrão, o que obriga os automobilistas a circularem pela av. Fonseca Simões, passando junto ao quartel da GNR e à estação da CP.

O problema é para quem, indo de Tomar, quer seguir rumo a Carvalhos de Figueiredo e restantes localidades mais a sul. Apesar de haver, no cruzamento da ARAL, uma indicação, muitos condutores seguem até perto do Padrão, onde lhes indicam um desvio para a rua paralela à via férrea, que não tem saída para sul. Assim, são obrigados a voltar para trás até à Várzea Grande, para seguirem depois pela Fonseca Simões, no sentido norte-sul.

A empreitada foi adjudicada à empresa Carlos Gil – Obras Públicas, Construção Civil e Montagens Elétricas Lda., da Lousã e vai custar mais de 870 mil euros.

O prazo de execução da obra é de 270 dias, ou seja, nove meses.

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Seis meses depois dessa história (janeiro de 2020), fomos alugar um carro nesse bairro. A estrada ainda estava arrancada e ainda não havia sinais de desvio decentes para os visitantes. Nos perdemos na estrada de volta sem saída.

    Isso é bom para o turismo? Não! Continuamos percorrendo as partes residenciais de Tomar, no outro lado do Nabao, e finalmente chegamos a Carvalhos de Figueiredo, nosso destino. Muito frustrante – e não somos totalmente novos em Tomar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Falar de Investimento é Falar de Futuro

Hugo Costa (PS) mantém 4° lugar na lista de candidatos a deputados