in

Falar de Investimento é Falar de Futuro

Opinião de Tiago Carrão

Investimento é tema de importância estruturante para o futuro de Tomar, considero mesmo que é uma das mais importantes reflexões que devemos ter enquanto comunidade tomarense.

Já por várias vezes referi o investimento no Centro de Inovação e Tecnologia da SotfInsa/IBM em 2013. Faço-o não apenas pela criação de centenas de postos de trabalho qualificado no nosso concelho ou pela ligação ao Instituto Politécnico de Tomar. Faço-o, acima de tudo, por considerar que este investimento seria um primeiro passo para consolidar uma estratégia para tornar Tomar num hub tecnológico.

Esperava, portanto, que nos últimos 6 anos outros passos tivessem sido dados nesse sentido. Por exemplo, a implementação de um centro tecnológico, envolvendo o Politécnico, para atração de mais empresas inovadoras. Ou a criação de uma “incubadora de empresas” para instalação de startups em parceria com a NERSANT. É inadmissível sermos dos poucos concelhos da nossa região que não possui este tipo de infraestruturas de apoio ao empreendedorismo.

Investimentos de fundo, alicerçados numa visão de futuro, pensada para as gerações mais jovens. É disto que Tomar precisa!

Mas, passados 6 anos de governação municipal socialista já todos percebemos que não é para aí que caminham. O PS optou por colocar os seus ovos todos no cesto do turismo. Não que o turismo não seja importante para o nosso concelho. Claramente que o é!

Mas, não só não é incompatível com a aposta noutro tipo de investimentos, como só por si é insuficiente para um futuro sustentável de Tomar. O turismo já dá sinais de abrandamento em Portugal, como seria de esperar. E a nossa terra, como fica?

Por um lado, fica-se pela apresentação de investidores chineses que, da mesma forma que convenientemente surgiram em período eleitoral em 2017, também rapidamente desapareceram.

Por outro, vamos assistindo à construção de hotéis e de postos de combustível e anúncios de superfícies comerciais. Nada contra estes investimentos, são muito bem-vindos! Mas, só por si não serão capazes de travar a sangria demográfica que assola Tomar há já vários anos.

Como tomarense, preocupa-me o futuro da nossa terra e acredito que precisamos de ir além dos investimentos direcionados para o consumo, e dedicarmo-nos à produção de serviços e produtos de valor acrescentado e inovação.

Quero com isto dizer que mais do que novos locais onde gastar dinheiro, o que Tomar precisa é de criar riqueza. Falo, portanto, de investimentos estratégicos, diferenciadores e competitivos. Capazes de inverter esta tendência de fuga de talento e de evitar que Tomar se torne irrelevante.

Gostaria de ver uma governação municipal capaz de assumir esse compromisso. Capaz de incentivar uma nova dinâmica económica e empresarial. Mas, para isso, falta ambição, falta coragem e falta visão. Tomar precisa e merece mais, muito mais.

Que o exemplo da nossa grande Festa dos Tabuleiros, momento ímpar da paixão e orgulho tomarense, nos inspire a todos nós a pensarmos sobre o futuro que queremos para Tomar!

                                                 Tiago Carrão
                                  Vice-Presidente PSD de Tomar

Escrita por Tiago Carrão

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Tomarense em prova internacional com a élite do culturismo

Principal entrada da cidade fechada para obras (c/ fotos)