in ,

Lixo e mais lixo nos acessos ao Convento de Cristo

O lixo acumula-se a poucos metros da entrada para o castelo

É um problema crónico que justificava atenção permanente por parte da câmara de Tomar ou não estivéssemos a falar dos acessos a um monumento património mundial e que é visitado anualmente por cerca de 350 mil pessoas (não será o caso este ano).

Periodicamente denunciamos aqui o problema do lixo que se acumula nos acessos ao Convento de Cristo e que deixam uma imagem negativa de Tomar a quem nos visita.

Basta percorrer a pé a calçada de Santiago ou a calçada de Santo André para verificar a autêntica lixeira em que se tornou a zona envolvente do castelo e convento de Cristo. É certo que a falta de civismo aqui tem muita culpa, mas não se compreende que, pelo menos uma vez por semana, os serviços camarários não procedam à limpeza daquela zona a começar pela calçada de Santiago, passando pelos parques de estacionamento, Cerrada dos Cães, etc.

Fotos captadas nos dias 10 e 16 de julho de 2020

 

Tomarenses indignados com lixo à volta do castelo

Lixo acumula-se junto ao Convento de Cristo (c/ vídeo)

 

Em 2015 já se falava sobre o problema

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. O que não entendo é como estamos em 2020 e os seres humanos ainda jogam lixo e cigarros no chão. Assim como macacos.

    What I do not understand is how we are in 2020 and humans still throw trash and cigarettes on the ground. Just like monkeys.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Lixo acumula-se na Boca da Mata

Clientes da Affidea têm de esperar na rua e ao sol