DestaqueSociedade

Alguns jacarandás da Várzea Grande estão a rebentar pela raiz (c/ vídeo)

Não sobreviveu qualquer dos quase 70 Jacarandás plantados na Várzea Grande em Tomar. As árvores foram plantadas durante a empreitada de requalificação daquele espaço, mas resultou num arboridício porque foram plantadas durante o inverno, apanharam muita geada e por se tratar de uma espécie muito sensível.

Com a chuva que tem caído, verifica-se que alguns dos jacarandás estão a rebentar pela raiz. Segundo os especialistas este fenómeno é natural, mas não vem resolver o problema das árvores, que vão ter de ser substituídas na totalidade. Os especialistas defendem que, nestes casos, as árvores a plantar devem ser de médio porte e já com alguma copa. Doutra forma vai ser difícil sobreviverem numa zona tão árida e quente como é agora a Várzea Grande.

Além disso, sendo a época ideal para plantação das árvores o outono, o empreiteiro vai ter de esperar para proceder à substituição total dos jacarandás.

tomardrive banner728x145 7h 24h agosto 2021

Sem árvores, e com pavimento em lajes, a Várzea Grande nesta altura apresenta-se árida e com temperaturas insuportáveis.

varzea grande 2014 Manuel Julio Schulz 35 1437992561208284186 o
A Várzea Grande em 2014. Foto de Manuel Júlio Schulz

1 comentário

  1. mas porque não usam os “pés” que estão a brotar para construir a árvore nova? Estes já estão bem enraizados e fortes. Por favor, procurem ajuda junto de quem saiba o que anda a fazer na vida florestal e não se armem em jardineiros. Isto não pode ser o jardim pessoal de alguém! E mais, muito mais árvores têm de ser plantadas em Tomar para evitar a morte por calor dos Homens. Nada de sombras de velas e esguichos de água cheia de doença do legionário…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.