PolíticaDestaque

Deputado de Abrantes é um dos beneficiados da acumulação de pensões

- Publicidade -

O ex-deputado do PS, Jorge Lacão, de Abrantes, é um dos políticos que juntam a sua reforma com a subvenção mensal vitalícia. Acumula a pensão de reforma, para a qual fez descontos com base no salário, com a subvenção mensal vitalícia, para a qual não fez contribuições financeiras.

Segundo a informação que consta da lista de aposentados e beneficiários da subvenção mensal vitalícia (pode ser consultada através da Caixa Geral de Aposentações), Jorge Lacão foi o último a aposentar-se e, a partir deste mês, recebe uma pensão no valor de 7.246 euros brutos.

Aos 67 anos, Jorge Lacão aposentou-se como deputado, em abril, recebendo pelo exercício desta função uma reforma de 4.611 euros, à qual acresce uma subvenção mensal vitalícia de 2.635 euros. Em conjunto, estas duas pensões somam 7246 euros brutos.

Eduardo Ferro Rodrigues, do PS, e Manuel Correia de Jesus, do PSD, são outros exemplos de antigos titulares de cargos políticos que acumulam pensões.

Jorge Lacão foi deputado quase 39 anos e, por duas vezes, integrou o governo.

- Publicidade -

Antigos políticos acumulam pensões de reforma

 

Jorge Lacão: “A política não acaba porque continuarei a ser um cidadão atento e comprometido”

- Publicidade -

2 comentários

  1. AS COISAS SÃO O QUE SÃO

    OUM conhecido socialista – muito estimado pelos retornados – tinha uma máxima (contou-me um socialista deputado europeu) que rezava assim:
    “Para os amigos, TUDO, Para os inimigos, NADA, para os outros: cumpra-se a lei.
    Mas este senhores deputados (dizia o José Fanha que um deputado deputa) conseguem o pleno. Cumprem a lei e sacam o mais que podem.
    Poder-se-ia argumentar – e é assim que eles querem que nós pensemos – que cumprindo a lei (eles conhecem-na bem porque foram eles que a fizeram) já não se trata de roubo.
    Pois. Mas isso era se não houvessem questões morais e éticas envolvidas.
    Mas eles sabem que há. E eles sabem que são nojentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo