DestaqueCultura

Cantora de Tomar conquista jurados do “Ídolos” (SIC)

Em Tomar já quase toda a gente a conhece, mas agora está a dar cartas na televisão. Carolina Oliveira, que prefere ser tratada por “Caco”, participou no concurso Ídolos, da SIC e mereceu aprovação unânime dos jurados, passando à fase seguinte.

A cantora tomarense interpretou o tema “Can’t Help Falling In Love”, de Elvis Presley, e facilmente conquistou o cartão dourado.

“Tens a atitude que se procura”, disseram alguns dos jurados, elogiando o seu à vontade em palco. Ana Bacalhau chegou mesmo a dizer que Caco “pode ser uma Carolina Deslandes”.

banner728x145 maior taxa Prancheta 1

Caco, de 19 anos, iniciou-se na música por volta dos 12 anos, quando formou uma banda com os colegas da escola secundária Santa Maria do Olival, os Extempore.

Na entrevista antes da atuação apresentou-se: “Componho os meus próprios originais, tenho uma música a passar numa novela, tenho um álbum que já saiu cá para fora. Acho que este programa (Ídolos) é uma boa oportunidade para quem quer ser artista”.

A sua atuação pode ser vista aqui

 

CONCORRENTE DE 19 ANOS CANTA DOIS VERSOS DE MÚSICA DE ELVIS PRESLEY E ARREBATA JURADOS

Jovem tomarense lança-se no mundo da música (c/ vídeos)

4 comentários

  1. Parabéns Carolina Oliveira!
    Os Tomarenses “os verdadeiros” têm imenso orgulho em ter mais uma jovem de Tomar que se destaca no meio artístico.

  2. Esclareça-me, por favor. Também há tomarenses falsos, conforme resulta da sua frase? Quais os critérios para aferir e determinar quais sãos os tomarenses verdadeiros e os tomarenses falsos?

  3. Tentativa de interpretação: tomarense falso é o que critica, é exigente e sugere alternativas. Numa palavra: pensa pela e com a sua cabeça. Por vezes designado por chato. Tomarense verdadeiro é o concorda com tudo e entende que tudo é para o bem da terra. Numa palavra: não pensa ou quando pensa que o faz é com os pés. Também designado por basbaque.

    1. “Quando pensa o que faz é com os pés”, pode englobar também uma outra categoria. Aqueles tomarenses que, tudo bem pensado, resolvem calçar os patins. Em vez de só se virem, vão-se. E são cada vez mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.