in ,

Câmara não cumpre edital e impede cidadãos de acompanharem reunião

“As reuniões da Câmara Municipal serão realizadas por videoconferência, através de plataforma informática, cujo link de acesso será disponibilizado no site do município”. É esta a informação que consta do edital N.º 108/2020 da câmara de Tomar (ver em baixo).

Mas a câmara não está a cumprir esta garantia, o que diz muito sobre a transparência da gestão da coisa pública.

Na manhã desta quarta feira, dia 2, está a decorrer uma reunião da câmara, por videoconferência, para aprovação do plano e orçamento, mas só alguns têm acesso.

A câmara selecionou alguns jornalistas a quem atribuiu um código de acesso à emissão, ao mesmo tempo que impediu os cidadãos de acompanharem a reunião, que deveria ser pública.

Só com uma password (palavra-passe) é que se consegue aceder à reunião transmitida pela plataforma https://meet.jit.si/CMTomar

Câmaras como por exemplo a do Entroncamento, por sinal, da mesma cor política da de Tomar, transmitem as reuniões pelo  Youtube e todos os cidadãos têm acesso, num bom exemplo de transparência da administração pública.

O edital que a câmara não cumpriu

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. A transmissão da emissão integral, paralela, no Youtube parece ser uma boa ideia, mas se ninguém souber o que foi falado pode ser mais conveniente, e de qualquer maneira poucos costumam ter interesse em ver reuniões de câmara… mas se quiserem ver e não conseguirem é um pouco chato… é que já é chato tomarem decisões que afectam a vida no concelho sem referendos, e depois nem deixam as pessoas verem as discussões supostamente finais acerca do tema.

  2. À mulher de Cesar, não basta ser, tem que parecer.
    À Camara Municipal de Tomar, não basta encenar, tem que parecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Célia Bonet e Fátima Duarte candidatam-se à presidência do CIRE

Apelo * (atualização)