in

Acrobacias com carros no Flecheiro e acrobacias com palavras na Câmara

Uma análise política de Hipólito Alves Cerqueira

Após as irritantes acrobacias com carros no Flecheiro, aqui noticiadas, e que já deram origem, até agora, a 96 partilhas e 16 comentários, houve também acrobacias orais na reunião do executivo camarário da passada segunda-feira.

Assim como quem apanha o autocarro já em andamento, o sr.  vereador Ramos, do PSD, falou do incidente, pedindo mais vigilância da PSP, a punição dos faltosos e outros lugares comuns.

Especialista da palavra e brilhante taticista pouco amiga da verdade, a lembrar o seu habilidoso chefe nacional, a srª presidente Anabela rejubilou e respondeu com brio e evidente prazer. Ficou-se assim a saber que a PSP até já tinha ido anteriormente ao Flecheiro, com reforços de fora e tudo. E, pasme-se! Afiançou mesmo que nessa intervenção das forças policiais “o ambiente aqueceu”. Como se tal aquecimento fosse uma novidade nas raras idas policiais aos acampamentos ciganos.

Continua assim por saber o essencial, da parte dos dois intervenientes.  No que diz respeito à maioria camarária, falta resposta a várias perguntas básicas:

A – A autarquia está satisfeita com o programa de realojamento cigano em curso? Tem corrido tudo como previsto? Os novos inquilinos estão a cumprir todas as normas, incluindo as de boa convivência entre vizinhos?

B – Para quando está previsto desmantelar completamente o acampamento do Flecheiro? E o fim das constantes quezílias com a vizinhança no Bairro 1º de Maio?

C – Enquanto tal não acontece, que medidas tencionam tomar para acabar com os desacatos da comunidade cigana, tanto no Flecheiro como Bairro 1º de Maio?

Já no que concerne ao PSD, impõem-se as seguintes questões:

A – Com a notável exceção da srª Bonet, quando é que resolvem começar a agir como oposição?

B – No caso concreto do Flecheiro e Bairro 1º de Maio, o PSD está de acordo com a política camarária que a maioria PS vem implementando? Se a resposta é negativa, quais são as grandes linhas da política alternativa proposta pelo PSD nessa área?

C – Votaram a favor ou contra a edificação do conjunto habitacional para ciganos junto à GNR? E nos casos das escolas reconstruídas para ciganos?

É relativamente fácil fazer acrobacia com palavras, mas chega sempre o momento da verdade: Os tomarenses, afinal temos ou não temos oposição? A oposição que oficialmente temos tenciona mesmo contestar o poder, até o conquistar? Ou prefere aguardar que ele lhe caia no colo? Noutros termos: Os laranjas tudo farão para ganhar as futuras autárquicas? Ou vão limitar-se a não fazer muitas ondas, esperando que o PS as perca?

                                         Hipólito Alves Cerqueira

Comentários

Responder
  1. Sr. Hipólito, como resposta a estas Suas questões, simplesmente Lhe digo que em Tomar, não existe qualquer tipo de oposição política nem qualquer prova dada até ao preciso momento da existência de uma política camarária por parte do partido que preside a dita câmara.
    Mas com isto, a culpa até nem é dos partidos que se encontram representado na câmara, mas sim do Povo Tomarense que neles votou.
    Espero ter esclarecido as Suas dúvidas.
    Assim como e de igual forma, espero muito sinceramente que o Povo Contribuinte e pagante abra as pestanas aquando das próximas eleições, ou seja, em vez de ficar em casa (e só ir votar quem usufrui dos Nossos Impostos), que saia de casa para votar, e ao fazer este simples gesto, tentar alterar tudo isto. Porque para Mim, os Políticos existentes em Tomar bem podem ser comparados aos usufrutuários (RSI) dos Nossos Impostos.

  2. Andamos a trabalhar para pagar impostos e segurança social para no fim “patrocinar” estas acrobacias e mais uma dúzia de clientes de tascas e de vinho a pacote no LIDL.

  3. Há anos e anos que o Flecheiro é conhecido como a Daytona Gitana. Com o desaparecimento do afável Patriarca as coisas ganharam contornos de caos e a juventude dá azo à sua irreverência e, convenhamos, também falta de educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Gualdim Pais: professores de música lançam vídeo de homenagem aos enfermeiros

Peregrino que passou por Tomar tenta invadir Santuário de Fátima (c/ vídeo)