in

Sepultado mais de um ano depois de desaparecer no rio Tejo

francisco cruz 4

Foi a sepultar nesta terça feira, dia 4, na Golegã, Francisco Gil Inverno Caldeira da Cruz, de 32 anos, cujo corpo foi encontrado no rio Tejo mais de um ano depois de ter desaparecido.

Natural da Golegã, supõe-se que Francisco se tenha atirado ao rio Tejo da ponte D. Luís, em Santarém, na noite de 21 para 22 de dezembro de 2019. O seu carro foi encontrado parado a meio do tabuleiro da ponte.

Nos dias seguintes, foram feitas buscas no rio e nas margens, sem que tenha sido encontrada qualquer pista.

Só um ano depois é que o corpo foi localizado no rio Tejo, em Alhandra. Foi necessário recorrer a testes de ADN para se confirmar a identidade da vítima.

Para a família o pesadelo terminou agora com o funeral realizado no cemitério de Golegã.

Francisco Cruz era pai de uma menina de cinco anos.

À família apresentamos sentidas condolências.

francisco cruz

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
cubos IMG 20210504 185008

Grua avariou e pintor teve de ser resgatado pelos bombeiros

arvore 249 6823256322346305220 n

Ramo de árvore cai em parque de estacionamento