in ,

Porcos vietnamitas estragam relvado no Flecheiro

A vara de porcos vietnamitas que por vezes anda à solta no Flecheiro, em Tomar, provocou estragos no relvado junto ao passadiço.

Conforme se pode ver nas imagens, os suínos escavam a zona relvada, ao que tudo indica, para comer as raízes, como fazem os javalis.

Os animais pertencem a uma família de etnia cigana que vive no Flecheiro e estão habituados a andar à solta naquela zona, conforme já têm testemunhado moradores e turistas.

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Para além do insólito da situação, ou da pouca importância dos estragos, convém fazer algumas perguntas:
    Em Tomar já se podem criar porcos junto a casas de habitação, em instalações improvisadas?
    Qualquer morador do núcleo histórico pode criar porcos como animais de companhia malcheirosa?
    Não há perigo de transmissão de doenças?
    Os ditos porcos estão vacinados?
    Os currais desses porcos obedecem às normas em vigor no que se refere a limpeza e drenagem?
    A câmara alguma vez autorizou a criação dos referidos animais na zona urbana?
    Que posições já tomou a maioria PS para acabar com tal abuso?
    E os vereadores do PSD, que nem merecem ser chamados de “oposição”?
    Os moradores da zona concordam com tal situação?
    Se não concordam, estão à espera de quê para manifestarem o seu descontentamento?
    O medo já não os deixa sequer falar?
    Estão à espera que o problema se resolva por milagre? Ou que a pandemia cumpra a sua tarefa?

  2. Lembrar que recentemente uns turistas franceses filmaram estupefatos e divulgaram os ditos animais a passear no local. Por certo pensaram que sem atravessar o mediterrâneo haviam chegado a Marrocos. Ou, sem a passagem do indico, estavam no Vietnam. Haverá ainda a possibilidade de, como dizia Relvas, “Tomar é uma cidade com vocação turística”, e esta ser uma nova forma de promoção dessa nova economia tomarense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Agora são os próprios autarcas a criticar a Tejo Ambiente

Mais uma descarga poluente no rio Nabão (c/ fotos)