in ,

Santarém: câmara estuda ligação da estação à cidade por ascensor

santarem 56789

Em linha reta são cerca de 300 metros entre o planalto da cidade de Santarém e a estação ferroviária. O problema é que o declive é acentuado e os transportes públicos nem sempre dão resposta à necessidade dos passageiros.

Para resolver este problema, a câmara de Santarém está a estudar a possibilidade de instalar um ascensor a ligar a zona da estação de caminhos de ferro na Ribeira de Santarém à zona do depósito de São Bento, no planalto da cidade.

A câmara de Santarém, em parceria com a empresa municipal Águas de Santarém, contrataram para este estudo prévio o gabinete de arquitetura responsável pelo projeto das escadas rolantes de acesso ao Pavilhão Carlos Lopes, no Parque Eduardo VII em Lisboa. Este gabinete irá trabalhar em equipa multidisciplinar com os técnicos do município e os da Águas de Santarém, no desenho da melhor solução, considerando as diversas condicionantes ao projeto, que pode passar por escadas rolantes cobertas, elevador ou teleférico.

O estudo está entregue ao gabinete de arquitetura PB.ARQ – Arquitetura Paisagista, que vai articular o trabalho com a equipa do PGEES – Plano Global de Estabilização das Encostas de Santarém. O prazo de execução do Estudo Prévio é de 150 dias.

Para Ricardo Gonçalves, presidente da câmara, “este é um passo muito importante para a mobilidade e planeamento da cidade, que, apesar de pensado há alguns anos, só agora, após estabilização da Encosta, pode ter seguimento. Torna-se ainda mais justificável a sua concretização pela lamentável decisão do Governo PS de não deslocalizar a linha do Norte do atual traçado”.

O desenvolvimento do projeto será acompanhado em paralelo com o estudo da viabilidade da construção de parques de estacionamento no Planalto junto à nova infraestrutura.

A par da solução de ligação, prevê-se a execução dos “Caminhos da Encosta do Tejo”, que irão percorrer uma grande parte das Encostas de Santarém, podendo ser utilizados para passeio turístico, caminhadas ou desporto informal, e ainda o arranjo paisagístico da Encosta, enquadrando as condutas de água ali existentes e os muros de suporte. O objetivo, segundo a autarquia, é tornar a vista da Ribeira de Santarém mais harmoniosa e enquadrada.

santarem 3c6d201cd1a002d9 XL

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. Uns tapetes rolantes, com cobertura para funcionar 24h/365d faça chuva, vento/ furacões, queda de granizo, queda de neve, etc., feito por patamares, de forma a que tanto pessoas a pé, como de bicicleta, trotinetas, cadeira de rodas, com carrinho de compras, com carrinho de bebé possam utilizar parece a melhor solução.

    Mesmo quando estiver avariado/ desligado porque o movimento não o justifica (apesar de ser supostamente para incentivar as pessoas individualmente falando a ir a pé)… pode continuar a ser utilizado por todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
judo patricia

A mensagem emocionante do irmão da judoca Patrícia Sampaio

convento 9 4551536171095152639 n

Saiba quanto custa alugar o Convento de Cristo