EconomiaDestaque

Câmara de Tomar admite coveiro

- Publicidade -

Até 15 de março estão abertas as candidaturas para um lugar de coveiro na câmara de Tomar.

O anúncio do concurso foi publicado no Diário da República do dia 1 de março e está disponível na plataforma BEP.

O sistema é o de reserva de recrutamento, ou seja, os concorrentes mais bem posicionados serão chamados por ordem de classificação, conforme as necessidades da autarquia.

Segundo o anúncio, os selecionados têm como funções: “abrir sepulturas e efetuar o transporte, depósito e levantamento de restos mortais num cemitério: Escavar no solo uma vala com as dimensões adequadas à urna, utilizando picaretas, pás ou máquina apropriada; Conduzir o carro de transporte do corpo até à sepultura; Introduzir cal no caixão, fechá-lo e fazer descer através de cordas, cobrindo-o com terra ou colocando-o num jazigo; Abrir a sepultura aquando da exumação e assegurar-se de que o cadáver está decomposto; Retirar os restos mortais, lavá-los e colocá-los numa urna e depositar em local indicado; Proceder à limpeza e conservação do cemitério”.

A remuneração mensal é de 821,83 euros.

- Publicidade -

As candidaturas devem ser formuladas através do preenchimento do modelo de requerimento, de utilização obrigatória, datado e assinado, disponível na página eletrónica da Câmara Municipal de Tomar, em http://www.cm-tomar.pt/index.php/pt/recursoshumanos/recursos-humanos#procedimentos-concursais-comuns e na secção de recursos humanos da autarquia.

As candidaturas poderão também ser entregues pessoalmente mesma secção, no período entre as 9h00 e as 13h e das 14h00 e às 16h00, de segunda a sexta-feira, ou remetido por correio em carta registada, com aviso de receção, para Câmara Municipal de Tomar, Unidade de Recursos Humanos, Praça da República, 2300-550 Tomar.

 

Mais informação aqui e aqui

- Publicidade -

3 comentários

    1. Convirá esclarecer que esse coveiro será para o cemitério novo ou para o velho. Para a cidade e o concelho em geral já temos a atual maioria e o pessoal da DGT que dão muito bem conta do recado. Basta olhar para os dados estatísticos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo