in ,

PSD critica falta de respeito da câmara para com os bombeiros

Na sequência do pedido de exoneração do comandante dos bombeiros de Tomar, o PSD emitiu um comunicado no qual acusa a governação socialista de “não demonstrar respeito pelos bombeiros”.

“Desde o início da governação do Partido Socialista que a corporação se tem vindo a degradar a olhos vistos, com sucessivas más decisões, deste o fim das poucas gratificações que existiam ao termo do transporte não urgente de doentes”, denuncia o PSD.

Os social democratas falam nos “sucessivos problemas que têm ocorrido no seio da nossa corporação de bombeiros” e no “enorme mau estar dentro da corporação”, situação à qual a Presidente da Câmara Municipal “parece indiferente ou até conivente com a mesma”.

 

Publicamos na íntegra o comunicado do PSD:

COMUNICADO

Os Bombeiros estão em Primeiro Lugar

Os bombeiros desempenham um papel fundamental nas comunidades. Em Tomar, a atual corporação teve na sua génese um corpo de salvação pública, tendo atualmente bombeiros formados para as diversas ações que desempenham.

O Partido Social Democrata ao longo dos anos de governação municipal socialista tem vindo a alertar para os sucessivos problemas que têm ocorrido no seio da nossa corporação de bombeiros. Problemas que têm levado à contínua diminuição do número de bombeiros, sejam eles mais antigos e voluntários que passam ao quadro de honra, ou profissionais que pedem transferência para outras corporações.

De facto, desde o início da governação do Partido Socialista que a corporação se tem vindo a degradar a olhos vistos, com sucessivas más decisões, deste o fim das poucas gratificações que existiam ao termo do transporte não urgente de doentes.

No entanto, o principal problema passa pela deterioração das relações entre o comando e os bombeiros, gerando um enorme mau estar dentro da corporação.

Situação que tem vindo a ser constantemente ignorada pela Presidente da Câmara Municipal, que parece indiferente ou até conivente com a mesma.

Apesar da dedicação e esforço das mulheres e homens do corpo de Bombeiros de Tomar, a situação tem levado à deterioração da qualidade e da eficácia do serviço prestado pela corporação, pondo em risco o socorro de todos os tomarenses, que só não é tão visível pela intervenção das corporações vizinhas. Isto é um claro exemplo de como sucessivas más decisões políticas podem ter um forte impacto negativo na vida das populações.

Na passada semana, ocorreu mais um episódio que demonstra precisamente o mau estar sentido na corporação, com a demissão do Comandante Carlos Gonçalves, certamente descontente com a atuação da Presidente da Câmara.

O PSD tem vindo a lutar, nas reuniões de Câmara e na Assembleia Municipal, para ajudar os bombeiros da corporação de Tomar. Nomeadamente, com a apresentação de uma proposta de benefícios que foi aprovada, mas que o Partido Socialista meteu na gaveta, não mostrando interesse em concretizar.

Cientes da relevância da atividade desenvolvida pelos nossos “soldados da paz”, e do risco associado, impõe-se a mudança de políticas e de atitude por parte da governação socialista, que não tem demonstrado respeito por aqueles que abraçam esta nobre causa. Consideramos que assuntos de extrema importância, como a proteção civil e o socorro, não se podem tratar com leviandade, nem podem ser determinados por caprichos ou gostos pessoais.

É unânime que os nossos bombeiros prestam um louvável apoio às populações, com bravura e altruísmo indiscutíveis, tarefas fundamentais, desde a emergência pré-hospitalar ao combate a incêndios, passando pela proteção e socorro de pessoas e animais, até à salvaguarda de bens, entre outras, e em muitos momentos arriscando a própria vida. Os bombeiros estão em primeiro lugar!

Tomar, 2 de dezembro de 2020

Escrita por Redação

Comentários

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Idosa encontrada morta num lago em Almeirim

Ex-presidente António Paiva faz crítica arrasadora à câmara de Tomar