DestaqueSociedade

Foi preciso morrer uma pessoa para pintarem passadeiras em frente ao hospital de Torres Novas

- Publicidade -

Dois meses e meio depois de uma pessoa morrer atropelada em frente ao hospital de Torres Novas, a câmara local mandou pintar duas passadeiras que fazem a ligação direta entre a paragem do autocarro e a entrada do hospital.

No dia 12 de outubro. Florentina Maria Martins Bento, de 66 anos, estava a dirigir-se para o hospital de Torres Novas onde ia fazer análises quando foi colhida por uma carrinha que projetou o corpo. A vítima bateu com a cabeça no lancil e teve morte imediata.

Na altura, a Comissão de Utentes dos Serviços Públicos do Concelho de Torres Novas denunciou que “falta a Câmara Municipal proceder à pintura da sinalização horizontal da Avenida Xanana Gusmão e colocar grande e visível a sinalização vertical”.

Quando se iniciou o serviço dos transportes urbanos, a autarquia instalou uma paragem de autocarros do lado oposto do hospital, mas as passadeiras mais próximas estavam a mais de 100 metros, não existindo nenhuma com acesso direto à portaria do hospital.

Apesar de inicialmente a câmara de Torres Novas lamentar as críticas, acabou por reconhecer a falta de sinalização e de segurança para os peões.

- Publicidade -

Está também prevista a colocação de quatro lombas de redução de velocidade, a marcação de sinalização na via e a redução da velocidade máxima para 40 km/hora.

Mulher atropelada em frente ao hospital de Torres Novas foi hoje a sepultar

23 hospital entrada saide 8

- Publicidade -

1 comentário

  1. Geralmente é sempre assim! As pessoas precisam morrer para se fazer alguma coisa.
    Há 2 anos, chamei o INEM para vir acudir o meu pai. Ele tinha caído. Demoraram 20 min para chegar a casa dos meus pais. Depois, demoraram mais 20 min para o levar para o hospital. Quando interrogados para onde iam, disseram-me que não sabiam se iam para Torres Novas, Abrantes ou Lisboa. Já iam embora sem me pedir o meu número de telemóvel. Além disso, nem traziam um cobertor térmico para emergência.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo