DestaqueSociedade

Foi assim a passagem de ano em Tomar

Com recolher obrigatório em vigor, a maior parte dos tomarenses festejou a passagem de ano no confinamento das suas casas.

À meia noite, o local para onde habitualmente confluíam centenas de pessoas, estava vazio. A foto publicada por José Duarte no Facebook é bem elucidativa de uma passagem de ano atípica em Tomar. A rotunda Alves Redol vazia, sem carros nem pessoas, apenas a viatura da polícia.

A chuva e o frio também não convidavam a sair do conforto de casa. Mas, um pouco por todo o lado, ouvia-se e via-se pelas janelas e varandas o rebentar dos foguetes e o colorido do fogo de artifício.

Agora compare-se com as festas de anos anteriores:

Foi assim a passagem do ano em Tomar

Tomarenses improvisam festa de passagem de ano (c/ vídeo)

3 comentários

    1. Apesar do termo aplicado de “recolher obrigatório” o D/L11-A de 21/12/2020 que regulamenta o actual estado de emergência contempla várias excepçoes no artigo 34º, sendo uma delas a fruição de momentos ao ar livre, ou seja dar uma volta a pé.

      1. Há sempre o bufo moralista de serviço (sendo este o blogue de plantão da “moral e bom costumes”). O Diácono Remédios à cata em cada janela. Ó mex amiguexzzz!
        Se tratassem do Saneamento e Resíduos Urbanos como tratam da moral alheia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.