in ,

Ciclovias em calçada? Só em Tomar

av. Nuno Alvares PereiraIMG 20210201 081647

Já temos referido aqui a decisão inusitada de construção de ciclovias em calçada na av. Nuno Álvares Pereira em Tomar. Agora que a obra está concluída, os cidadãos deparam-se no terreno com esta aberração de quem projetou e aprovou, lado a lado, ciclovias em calçada e passeios em betão poroso.

Basta fazer uma pesquisa no Google para perceber que não se usa calçada em locais que se destinam à circulação de bicicletas, trotinetes, skates ou segways.

Esta semana, a JSD de Tomar lançou um cartaz sobre o assunto questionando se não deveria ser ao contrário: passeio em calçada e ciclovia em betão poroso.

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. Mais preocupante que tudo isso é a selva de pilaretes, que constituem obstáculos à circulação de pessoas.

    Esta obra é um atentado urbanístico e viário, que muitos problemas vai causar à população.

  2. Tenho informações, ainda que confidenciais, que a prova clássica de ciclismo francês, Paris–Roubaix, irá passar na ciclovia da Av. Nuno Álvares Pereira.

  3. Espanta.
    Afinal já não é só a incapacidade de administrar a Cidade e o Concelho, atraindo investimento, lançando uma politica de habitação capaz para atrair população e contrariar o envelhecimento e o declínio, …, e outras que nos façam crer que há futuro para Tomar.
    A incapacidade chega até a isto…bicicletas e skates a rolar em empedrado…

    • Muito certeiro este seu comentário, João Dias. Eles nem sabem que quando um homem sonha, o Mundo pula e avança, como bola colorida entre as mãos de uma criança, para usar o verso de Gedeão.
      Este caso do empedrado impróprio para o fim a que se destina, numa obra quase só ornamental e que em nada contribui para criar valor acrescentado, ao mesmo tempo que falta pedra para calçada na obra da Várzea grande, leva a suspeitar que quem fez e aprovou os projetos respetivos deve ter sido bem lubrificado pelos das pedreiras. Quando são os funcionários técnicos que mandam numa autarquia, em vez dos eleitos, as práticas aberrantes tendem a aumentar exponencialmente. Conforme está à vista.

  4. Para as bicicletas, uma ciclovia em calçada é na boa, os skaters não é suposto andarem em ciclovias embora andem nelas se tiverem o mínimo de condições. E as pessoas gostam muito mais de andar numa superfície sem buracos (ex.: mulher com saltos altos finos), logo o betão poroso (para não escorregarem) é uma excelente ideia, apesar de não ser nada comum! Logo diria que é uma ideia a expandir, e não a criticar… desde que toda a infra-estrutura por de baixo da mesma esteja bem concebida para não terem de andar a estragar o betão constantemente (ou seja: bom planeamento, e túneis de serviço com fartura).

    Concordo contudo que aqueles pilares ali no meio do passeio em betão são ridículos… deveriam estar todos do lado da ciclovia para os veículos automóveis não invadirem o passeio e só serem colocados no meio do passeio em locais onde os veículos automóveis tenham mesmo de atravessar (ex.: acesso a garagens), para que não aproveitem para invadir o passeio por aí.
    Fica ainda a dúvida se aqueles pilares não são demasiado finos para prevenir os maldosos de os empurrar com os seus veículos para ocuparem o passeio.

  5. É isso que eu acho estranho, ciclovia em calçada e a calçada em cimento. Umas estacas de ferro na calçada em cimento, mas os carros circulam na mesma por cima do cimento. Os carros estacionados em cima da ciclovia em calçada. O semáforo colocado em frente à Aral em posição contrária. Estrada que é a entrada principal para a cidade de Tomar do lado sul muito estreita. Mas quem é que planeou este projecto desastroso?

  6. Pior que isto só as lombas do Paiva. Ou a “remoelação” do Estádio e do Parque de Campismo! É o destino de Tomar.

  7. À semelhança de outras situações, nesta cidade, há pessoas a ocuparem cargos de decisão em assuntos públicos, sem formação. Pior ainda, parece haver uma ausência total de quem avalie e supervisione, com experiência, com competência, e assertividade ! … Quem se importa?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
rio poluiç

Poluição do Nabão: um crime ambiental a aguardar solução

estacionamento santa iria

Mulher alvo de tentativa de assalto em Tomar