DestaqueSociedade

Mulher alvo de tentativa de assalto em Tomar

Uma mulher de 31 anos foi alvo de uma tentativa de assalto no parque de Santa Iria em Tomar. Aconteceu na última noite, de 3 para 4 de fevereiro.

Sara Lopes estava a acabar de estacionar e a sair da viatura quando foi abordada por um indivíduo alto, com máscara. Ficou em pânico e correu o mais depressa possível dali até ao restaurante onde ia buscar comida.

“Está tudo bem agora, apesar do valente susto”, escreveu a vítima, que lançou o alerta no facebook.

Já não é a primeira vez que há situações semelhantes naquele local.

(Notícia atualizada e corrigida)

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=527825141525286&id=100028934139943

 

2 comentários

  1. Espero que tenha também apresentado queixa na PSP de Tomar, que eles é que precisam de saber destas situações, e com queixa formal porque só assim é que a PSP pode começar a detectar formalmente tendências e atribuir meios (mesmo que apenas temporariamente) para debelar as situações… não é a mesma coisa terem 100 queixas numa determinada área de tentativas/ assaltos consumados ou não terem qualquer queixa ou só aparecer aqui um aviso de alguém que supostamente fez um alerta no facebook.

    E quanto aos outros supostos casos, espero que também tenham feito queixa na PSP de Tomar. Os polícias gostam de ajudar as pessoas, se não todos pelo menos muitos deles, mas precisam de ter queixas para não andarem a actuar apenas baseados em boatos. E assaltos ou tentativas de assalto está claramente dentro das atribuições da PSP.

    1. Ia a dizer que ninguém consegue parar o progresso. Só depois é que reconsiderei. Afinal estas tentativas de assalto, e mesmo assaltos consumados, são já coisa tradicional em Tomar. E quanto mais facilidades concederem a determinadas camadas sociais, pior vai ser. O ideal seriam leis iguais para todos, incluindo na sua aplicação. Mas isso seria pedir demasiado. Ou não estivéssemos no país dos “coitadinhos dos infelizes, já basta o que sofrem, quanto mais agora mandá-los para prisão após julgamento justo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.