SociedadeDestaque

Vítimas mortais do despiste em Santarém eram jovens romenos

As duas vítimas mortais do despiste registado junto às portagens de Santarém da Autoestrada do Norte (A1), cerca das 5h20 desta quarta feira, dia 15 de junho, tinham 20 e 27 anos e eram de nacionalidade romena.

Os seis ocupantes da carrinha eram operários da construção civil da Europa de Leste e seguiam da zona de Lisboa para trabalhar em Abrantes, adianta o Correio da Manhã.

Segundo o jornal, a seguir às portagens de Santarém o condutor travou, o veículo entre em despiste, guinou para a esquerda, galgou o separador central e foi imobilizar-se num descampado no sentido contrário, a cerca de 40 metros da faixa de rodagem, ficando as vítimas espalhadas ao longo do percurso.

tomardrive banner out. rodape 2020 41 7293055622693185155 n Copia

Ou o condutor adormeceu ou um pneu rebentou, são as duas hipóteses mais plausíveis de explicação do acidente.

Além das vítimas mortais, houve dois feridos com estado mais grave que foram transportados de helicóptero para o hospital São Francisco Xavier em Lisboa. Os outros dois feridos foram transportados para os hospitais de Vila Franca de Xira e Abrantes.

O acidente mobilizou 27 operacionais apoiados por 11 viaturas, entre as quais as VMER’s dos hospitais de Santarém e Vila Franca de Xira.

 

Despiste na A1 mata operários da construção a caminho do trabalho

acid 56454

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo