SociedadeDestaque

Pai denuncia agressões à filha na escola EB1 Templários

- Publicidade -

Um pai desesperado com as constantes agressões à filha de 9 anos na escola EB1 Templários em Tomar, lançou um grito de alerta para os casos que se estão a passar naquela escola.

Hugo Oliveira, empresário da restauração na cidade, garante que a sua filha é agredida “todos os dias por crianças de diferentes etnias”.

Lamenta que já tenha feito várias reclamações e alertado as entidades gestoras deste espaço entre outras entidades, bem como o Ministério da Educação e medicina legal, mas “infelizmente nada é feito”. Só esta semana, a menina foi agredida três dias consecutivos, garante o pai.

No dia 18 de janeiro “foram pontapés no estômago, na frente de funcionárias do local, estas que assistiram à difícil recuperação da minha filha em espasmos e tremuras para conseguir respirar, chapadas na cara empurrões e puxões de cabelo”.

Hugo Oliveira pede segurança para a sua filha e outras crianças que são vítimas de agressões e que a escola seja um local onde possam estar seguras e felizes.

- Publicidade -

A publicação já mereceu mais de uma centena de reações e dezenas de comentários.

- Publicidade -

4 comentários

  1. É pena que o jornalista do Tomarnarede que tudo sabe e está em tanto sítio, não produza aqui um artigo sobre a cena de “faca e alguidar” que ontem, quinta-feira 18, entre as 19:00h e as 19:30h, ocorreu junto à esquadra da PSP, envolvendo uma catrefada de membros da querida etnia dominante em Tomar…

  2. Se ha lei e ordem, seguir as vias da lei e da ordem: apresentação de queixa na autoridade policial.
    Para começar.
    Mas felicito o Pai pela denúncia pública que faz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo