SociedadeDestaque

Maria Isabel regressou à sua casa oito meses depois do incêndio

Oito meses depois, Maria Isabel Antunes (Bela), de 61 anos, regressou à sua casa na localidade de Torrão, freguesia de Olalhas, depois das obras de recuperação e de uma campanha de solidariedade. A habitação foi destruída por um incêndio a 2 de setembro de 2021 o que a obrigou a morar temporariamente num quarto alugado em Tomar.

Graças à solidariedade de familiares, empresas, autarquias, amigos e pessoas anónimas, foi possível juntar a verba necessária para recuperar parte da habitação para que Isabel pudesse regressar ao seu lar.

As obras prolongaram-se por vários meses e foram orientadas por um casal, primos e vizinhos de Isabel.  Aliás sem o acompanhamento e apoio de Gilda e do seu marido dificilmente seria recuperada a casa.

tomardrive banner out. rodape 2020 41 7293055622693185155 n Copia

Foram mais de 20 mil euros em materiais e mão de obra para voltar a tornar habitável uma parte do edifício.

Gilda Silva e o seu marido, primos de Maria Isabel, que mais de perto acompanharam e orientaram as obras, criticam e lamentam que a Câmara tenha contribuído com material de terceira categoria para o telhado. As placas sanduiche são de refugo e têm uma série de defeitos, o que deixou revoltadas as pessoas que ajudaram na reconstrução da casa.

Para Maria Isabel é um recomeço, uma nova vida numa casa que já era dos avós.

—————–

Agradecimento

Maria Isabel Antunes (Bela) e a sua prima, Gilda Silva, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas e entidades que contribuíram com donativos ou com materiais para a reconstrução da habitação que ardeu a 2 de setembro de 2021 na localidade de Torrão, freguesia de Olalhas, Tomar.

Após o incêndio que destruiu a casa de Isabel, foi lançada uma campanha de solidariedade que sensibilizou muitas pessoas e instituições para a ajuda, com dinheiro e materiais, nas obras.

Por isso é tempo de dizer obrigado a todos:

– Junta de Freguesia de Olalhas

– Luís Nunes Ferreira – Materiais de Construção, de Casais, Ferreira do Zêzere

– Câmara Municipal de Tomar

– Familiares

– Amigos

– Pessoas anónimas

Gilda Silva e o seu marido, primos de Maria Isabel, que mais de perto acompanharam e orientaram as obras, apenas lamentam que a Câmara tenha contribuído com material de terceira categoria para o telhado.  

Mas, graças a esta onda de solidariedade foi possível avançar com as obras e criar condições para que, oito meses depois, a Bela regressasse ao seu lar onde se sente bem.

A todos muito obrigado.

Incêndio destruiu casa e desalojou família (c/ fotos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo