SociedadeDestaque

Mãe e filha vivem na rua depois de serem despejadas de casa

- Publicidade -

A SIC emitiu uma reportagem sobre um caso social gritante que acontece em Valdonas, nos arredores de Tomar e para o qual nem câmara nem segurança social dão resposta.

Trata-se de uma família, mãe de 63 anos e filha de 24, que foram despejadas de casa e dormem na rua desde o início do mês.

Desde há cinco anos que a mulher vivia ali em união de facto, mas o companheiro, em nome do qual estava o contrato de arrendamento, morreu há três semanas.

Segundo o relato da viúva, o senhorio exigiu que saíssem de casa, apesar de terem o pagamento das rendas (220 euros) em dia.

A filha tem necessidades especiais recebendo uma pensão de invalidez. A mãe recebe a pensão de viuvez, dinheiro que, em conjunto, tem chegado para pagar a renda. O que acontece é que o último contrato de arrendamento expirou em 2019. Mesmo assim, segundo os especialistas, a família não pode ser despejada, a não ser que haja ordem do tribunal.

- Publicidade -

Maria Rosa diz que foi à câmara e à segurança social apresentar a sua situação, mas em ambos os locais recebeu como resposta que não há casas disponíveis.

A mulher vive apavorada com medo de que o senhorio lhe faça mal e só pede uma casa para se poder abrigar com a sua filha.

 

Reportagem da SIC

 

- Publicidade -

16 comentários

  1. Mais um exemplo que mostra a injustiça, má vontade, indiferença…chamemos-lhe o que quisermos.
    Não foi dada nenhuma solução a estas duas pessoas, que estão nesta situação difícil, mas no entanto continuam a oferecer casa, água, eletricidade e rendimentos mínimos a pessoas que nada deram, não dão e jamais darão algo em troca, apenas tristeza e conflitos.

    1. Percebo muito bem a quem se refere. Fossem as duas senhoras ciganas e já tinham casa atribuída, para além de que não lhes faltaria nada no que se refere a mobiliário (caso fosse necessário), comida e vestuário. Mas como infelizmente fazem parte da maioria que paga para aquela minoria abençoada pela câmara e pela Seg. social, têm de aguentar com a indiferença de quem pode resolver a situação.
      … e de certeza que para onde quer que vão não iriam infernizar a vida aos vizinhos com música toda a noite e lixo espalhado por todo o lado.

  2. O que falta é vergonha às instituições que existem especificamente para resolver as questões sociais, mas porque “não tem visibilidade” ajudar viúvas e pessoas portadores de deficiência, porque no fundo, estas pessoas, socialmente parecem não ser ninguém porque não se encaixam, pelas razões supra mencionadas, em quaisquer grupo de minoria, seja ela qual for.

    1. Coisas que não entendo e por vezes fico embaraçado com este tipo de situação é vergonhoso este nosso sistema que se vive no nosso país aproveitam se das pessoas em situações deploráveis enfim

  3. Nao e justo mesmo e uma senhora idosa e uma filha que precisa cuidados onde esta o nosso governo onde esta a camara a seguranca aocial de tomar eles têm o direito de ajudar estas duas pessoas sao seres humanos nao animais e por isso que o pais nao anda para a frente… Santarem esta rwpleto de timorenses nada tenho contra mas se os ajudam ajudem primeiro o nosso povo ajudem estas senhoras twnhp pena de ser de longe mesmo ppuca hipótese que twnha ajudaria. Povo portugues tem que bater o pe. Chega de hipocrisia ajudem quem mesmo precisa… Pequisem quem nao precisa que teem belos carros belas casa e a segurança social ajuda nalo e verdade sr ministros sr para mim nem senhpres sao… Sao pessoas que nos comem o pouco que ganhamos. A camara e seguranca social de tomar teem poder de ajudar estas swnhora facam np o tempo que aprovam subsidios a quem nao merece. Joao pombo respondi ppr seu recado espero que nao se importe. Povo de tomar facam frente a camara e swgiranca social social a porta segunda feira ou ajida e para o ppvp português Presidente da camara voce esta no quente estas senhoras ao frio lembre que a pedra pode cair um dia no seu telhado

  4. Tanta injustiça neste país que muitos dizem ser justo coisa que de justo tem muito pouco ,muito tinha eu de dizer aqui mas fico só por este comentário é vergonhoso chegarem a esta situação e não resolverem o problema a estás 2 senhoras mãe e filha enfimmmm sempre do mesmo ….

  5. Gostei da resposta . E chato nao tenho nada contra ciganos mas e verdade. Portugal precisa de mais equilibro face a pobreza de certas pessoas. Somos governados pelo um governo atrasado e retrógrado onde deviam investigar quem realmente necessita de ajuda e agirem contra a pobreza do nosso país e deixar de lado os de fora ….

  6. O senhorio despeja duas pessoas, não cumprindo a lei, e a culpa é dos ciganos? A continuarmos com este tipo de raciocínios falaciosos, iremos criar sociedades completamente caóticas tanto para nós como para os ciganos.

  7. O senhorio nunca irá ver os comentários. Mas deveria. Deve ser um novo rico ou um herdeiro que apenas quer ganhar dinheiro á custa da herança. De facto o nosso país deixa muitas coisas a desejar. E a segurança social nada faz? Afinal para que servem as assistentes sociais? É para ajudar ou para julgar?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo