SociedadeDestaque

Homem condenado a quatro anos de prisão por perseguir e agredir mulher

Um homem de Tomar foi condenado a quatro anos de prisão efetiva por perseguir e agredir uma mulher que o rejeitou.

O caso vem relatado no jornal Correio da Manhã de hoje, depois do julgamento realizado no tribunal de Santarém.

O agressor, de 62 anos, foi condenado a quatro anos de prisão efetiva por um crime de perseguição agravada, sete de ofensa à integridade física qualificada, dois de dano e ainda um crime de furto, adianta o jornal.

tomardrive banner out. rodape 2020 41 7293055622693185155 n Copia

A história começa quando os dois se conheceram em julho de 2020 criando laços de amizade. A mulher de 53 anos não quis mais do que isso e rejeitou as tentativas de um relacionamento mais profundo.

Foi então que o homem começou a persegui-la em cafés e pastelarias e até na casa da vítima onde foi ameaçada e agredida várias vezes tendo de receber tratamento hospitalar.

O comportamento violento do indivíduo manteve-se até abril de 2021 apesar das sucessivas queixas e intervenções da PSP que registou ainda os telefonemas ameaçadores e o vandalismo do carro da mulher.

Para já o homem está preso em casa com pulseira eletrónica até a decisão judicial transitar em julgado. Ficou proibido de contactar a vítima a quem vai ter de pagar 3.855 euros de indemnização.

 

Rejeitado por mulher em Tomar vinga-se a murro

 

1 comentário

  1. É só ler alguns comentários publicados no “Tomar na rede”, para que se constate quem são os rejeitados de Tomar.
    A diferença é que para estes a pulseira electrónica não é suficiente, falta bom senso e educação e isso vem do berço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo