in ,

Há 11 lares ilegais no concelho de Tomar

O jornal Público deste domingo, dia 21, publica um trabalho sobre os lares ilegais, muitos deles só sinalizados desde que surgiu a pandemia.

O distrito de Santarém é um dos que regista maior concentração de lares ilegais e há concelhos, como Ourém e Santarém, onde a listagem inicial de lares ilegais duplicou depois de sinalizados pelas autoridades.

No caso de Tomar, o jornal cita declarações da vereadora Filipa Fernandes, responsável pelo pelouro da ação social, segundo a qual “à lista de oito lares ilegais, o trabalho da autarquia com o ISS (Segurança Social) e o auxílio de juntas de freguesia juntou mais três”.

A eleita garante que foi feita vistoria a todos os lares ilegais “para perceber se têm planos de contingência”.

Terminada essa fase, Tomar está pronta para iniciar os testes a trabalhadores, diz a vereadora: “Primeiro começamos pelos funcionários e, se por acaso algum estiver [infectado], faz-se ao lar todo”.

No distrito de Santarém estão sinalizados cerca de 130 lares ilegais em funcionamento, dos quais 55 na região do Médio Tejo (13 concelhos).

 

Há municípios onde o número de lares ilegais detectados duplicou

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Já agoram também ha outro lar, o hospital, alem de abandonarem por lá alguns doentes, também ha um medico ou dois com idade para estar em casa de pantufas, em vez de anda a fingir que trabalha e a causar problemas..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Câmara reúne esta segunda feira

Forcados em protesto contra a discriminação