in ,

Concessionário da praça de touros de Tomar organiza corrida na Póvoa de Varzim

Braço de ferro entre câmara e aficionados

Para o presidente da câmara de Póvoa de Varzim é uma provocação, para a organização da corrida de touros de 13 de outubro é uma prova de força dos aficionados.

Num concelho em que a câmara e a assembleia municipal aprovaram a proibição de Touradas, está anunciada para dia 13 de outubro numa praça amovível em Póvoa do Varzim uma corrida de touros. E quem organiza é João Pedro Bolota, proprietário da “Aplaudir Eventos”, concessionário da praça de Tomar.

Os bilhetes já estão à venda, mas a câmara ainda não licenciou o espetáculo tauromáquico.

Na chamada “Corrida da Liberdade”, o cartel é composto pelos cavaleiros Sónia Matias, Filipe Gonçalves e João Moura Caetano, que vão lidar touros de José Luis Cochicho. Pegam os Forcados Amadores de Alcochete e Amadores do Montijo.

A organização desafia todos os aficionados do Norte a mostrarem a sua força. “Vamos esgotar!” é o lema.

Em Tomar, o empresário João Pedro Bolota não gostou que a organização da Gala Equestre Solidária anunciasse que o espetáculo não envolve touros, chegando ao ponto de ameaçar não autorizar a utilização da praça.

Escrita por Redação

Comentários

Leave a Reply
  1. À atenção do sr gaio: não existe nenhuma localidade denominada Póvoa do Varzim. Existe sim, uma localidade costeira no norte do país, numa província denominada de Minho cujo nome é Póvoa de Varzim.
    Um pouco mais de atenção, por favor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Asseiceira: desfile adiado por causa do mau tempo

Abertas 25 vagas para vigilantes da natureza