in ,

Agora são os próprios autarcas a criticar a Tejo Ambiente

Os presidentes das câmaras de Sardoal e Mação lançaram várias críticas à gestão da empresa intermunicipal Tejo Ambiente, presidida por Anabela Freitas, a presidente da Câmara de Tomar.

Tal como tem acontecido no concelho de Tomar e de Ferreira do Zêzere, também no Sardoal e em Mação têm surgido problemas com faturas empoladas.

Em declarações à rádio Antena Livre, o presidente da câmara do Sardoal fala em valores “incompreensíveis”. “Há aqui algo de anormal e há que perceber qual é a anormalidade de todo este processo. (…) não era suposto as coisas estarem a correr como estão”, denuncia Miguel Borges.

Também o presidente da Câmara de Mação afirma que “nem tudo está a correr da forma prevista. (…) as coisas nem sempre estão a correr da forma que nós gostaríamos”. Vasco Estrela dá conta de “muito ruído, alguma indignação e revolta por parte das pessoas”.

A Tejo Ambiente tem sede em Ourém e agrega os concelhos de Tomar, Ferreira do Zêzere, Sardoal, Mação, Ourém e Vila Nova da Barquinha.

Muitos consumidores destes concelhos têm protestado contra os valores irreais e inflacionados das faturas de água. Agora são os próprios autarcas a manifestar o seu descontentamento em relação à forma como a Tejo Ambiente está a funcionar.

 

Rádio Antena Livre

Empresa Tejo Ambiente contestada em Sardoal e Mação (C/ ÁUDIO)

 

O Mirante

Sardoal critica actuação da Tejo Ambiente e facturas com valores exorbitantes

 

 

Consumidora recebe fatura de 554 euros de água

Escrita por Redação

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Circo Nery está em Tomar até dia 22

Porcos vietnamitas estragam relvado no Flecheiro