PolíticaDestaque

Saiba quem recebe medalha da câmara este ano

- Publicidade -

Como tem sido tradição no dia feriado municipal de Tomar, 1 de março, a câmara atribui medalhas a figuras e instituições do concelho que, de alguma forma, merecem ser distinguidas.

Nesta “valsinha das medalhas”, vai ser atribuída a Medalha de Honra do Município, aos dois jornais locais, Cidade de Tomar e O Templário, à ACITOFEBA – Associação Comercial e Industrial do Concelhos de Tomar, Ferreira do Zêzere e Vila Nova da Barquinha, e ao Núcleo de Tomar da Liga dos Combatentes.

A Medalha Municipal de Mérito é entregue ao forcado Fernando Hilário e a Medalha Municipal de Valor Desportivo ao piloto de automóveis Jorge Sirgado.

A Medalha Municipal de Mérito vai ser entregue a vários empresas que já ultrapassaram meio século de atividade: Residencial União, Residencial Luz, Pensão Residencial Luanda, Hotel Bonjardim, Escola de Condução Moderna de Tomar, Café Paraíso da Comenda, Salão de Cabeleireiros Ferreirinhas de Joaquim Ferreira & Filha, Oficina José dos Santos Câncio, Marante – Materiais de Construção e Decoração, Tomarel – comércio de eletrodomésticos, loja Mundo das Malas, Loja Zézinho, restaurante Pica Pau Amarelo e restaurante Casa Salgado.

A sessão está marcada para as 10h45 do feriado de 1 de março no cineteatro.

- Publicidade -

 

Nota: a câmara de Tomar continua a discriminar o blog “Tomar na Rede”. Envia notas de imprensa, comunicados, convites, etc aos jornais e rádios locais e regionais, menos ao “Tomar na Rede”. Para que conste.

- Publicidade -

3 comentários

    1. Percebo a sua perpectica de comentario, mas se calhar este blog, e mais lido do que os jornais locais pelo menos que o Templario, e o JCT se nao fossem os assinantes no estrangeiro era igual…

    2. Infelizmente já não temos entre nós a Casa das Ratas na sua versão mais pura e pitoresca onde os maiores de 1,80 mts tinha de fazer um verdadeiro flic-flac à retaguarda para fazerem chichi.
      Daqui a não muitos anos, dada a profusão com que se atribuem medalhas, começarão a faltar “vítimas”, pelo que a câmara terá de se virar para os póstumos. Espero que se lembrem da saudosa Liberdade Botica, incontornável figura da nossa terrinha, que dedicou a sua existência a dar alegria à vida de quem procurava os seus serviços. Neste contexto também cabe a rua de Pedro Dias, outrora frequentada por quem procurava alívio das tensões do dia a dia…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo