Necrologia

Escuteiros de luto pelo falecimento de antigo dirigente

Morreu nesta terça feira, dia 26, na sua casa em Tomar, Carlos Simões da Silva, com 90 anos. Foi trabalhador de Fábricas Mendes Godinho durante muitos anos.

Carlos Simões da Silva nasceu em 16 de outubro de 1929. Fez a sua Promessa de Escuteiro em 1 de julho de 1945, tendo sido um dos primeiros Escuteiros do Grupo nº 49, antecessor do Agrupamento 44 de Tomar.

Ocupou diversos cargos no Agrupamento ao longo de quase 40 anos que esteve no ativo, entre os quais o de Chefe do Agrupamento (1953-1967).

Destacou-se especialmente na formação de diversas gerações de Exploradores a quem transmitiu fortes valores morais e cívicos assim como as técnicas e métodos escutistas que dominava na perfeição.

Já estava previsto no aniversário do Agrupamento, ser inaugurado um Museu Escutista na Sede em Tomar, com o seu nome.

“Homenagearmos este Escuteiro e Dirigente que, pelo seu exemplo de vida e de dedicação ao Agrupamento 44, é uma referência para todos os que com ele privaram e de quem beberam excelentes ensinamentos de cariz técnico, de respeito pela Natureza, de cidadania, de valores humanos e de Fé”, escrevem os escuteiros de Tomar na sua página.

O funeral realiza-se nesta quarta feira, dia 27, pelas 17 horas, no cemitério velho da cidade.

O Agrupamento decretou luto oficial por um período de sete dias.

À família e ao Agrupamento de escuteiros apresentamos sentidas condolências.

carlos silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.