in ,

Carta registada em Tomar demorou 20 dias a chegar a Santarém

Uma carta registada no dia 8 de junho no posto dos Correios que funciona no hipermercado Continente de Tomar chegou ao destinatário, um serviço público em Santarém, a 29 de junho, ou seja, 20 dias depois.

O cliente fez questão de fazer uma reclamação nos CTT de Tomar numa altura em que pensava que a carta já se tinha extraviado.  Isto porque não é suposto uma carta registada demorar tanto tempo a chegar ao destino ainda por cima no mesmo distrito. O compromisso é que seja entregue no dia seguinte ao da expedição.

É certo que o envio coincidiu com as greves dos trabalhadores dos CTT e a pandemia, mas a resposta à reclamação nem sequer a isso se refere.

O serviço de apoio ao cliente pede desculpa pelos “eventuais inconvenientes que a demora na entrega do objeto possa ter gerado”. Justifica a demora na entrega da carta em quatro pontos:

– Os padrões de serviço a prestar para os serviços postais, bem como as obrigações dos CTT, nesta matéria, estão definidos pela ANACOM, nos Parâmetros de Qualidade de Serviço.

– Os referidos parâmetros, referem que a demora de encaminhamento / entrega, tem por base a percentagem média de cartas/objetos permutados entre qualquer ponto do Continente e as Regiões Autónomas.

– Assim, o “padrão” de entrega para o correio registado (entrega no dia útil seguinte ao da aceitação) é um valor de referência, um objetivo dos CTT, face aos referidos Parâmetros, e resulta da percentagem média de cartas permutadas entre qualquer ponto do território, que atingem o seu destino no dia útil seguinte após terem sido aceites, num ponto de receção do correio, tomando como base o total de cartas/objetos enviados.

– A metodologia e os valores reportados são regularmente auditados pele ANACOM.

Escrita por Redação

Comentários

Responder

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Loading…

    0

    Colisão entre motociclo e veículo ligeiro provoca um morto e dois feridos graves (atualiz.)

    Grave acidente em Carvalhos de Figueiredo: já se sabe quem é a vítima mortal