EconomiaDestaque

Paviprel à venda por mais de 4 milhões

- Publicidade -

A empresa de materiais de construção Paviprel, situada na estrada do Castelo de Bode, está à venda por 4 milhões e meio de euros, através da imobiliária Option House.

Fundada por Albino Pereira, é uma empresa com mais de 30 anos de atividade no fabrico de produtos de betão. O empresário recebeu a medalha municipal de mérito atribuída pela câmara de Tomar a 1 de março de 2022, dia da cidade.

Segundo o anúncio da imobiliária, a empresa iniciou a sua atividade em 1977, dedicando-se à produção de produtos pré-esforçados e pré-fabricados em betão para a construção civil,

Começou com apenas uma unidade fabril, que produzia essencialmente vigotas para as lajes aligeiradas.
Em 1983 a empresa inaugura uma segunda unidade fabril para a produção de blocos e abobadilhas.

Em 1994 entra em funcionamento a terceira unidade fabril para o fabrico de lajes alveolares, em que a empresa esteve entre as primeiras em Portugal a produzir este tipo de produto.

- Publicidade -

Em 2002 entra em funcionamento a quarta unidade fabril para o fabrico de manilhas e tubos.
Também em 2002, com o intuito de melhorar cada vez mais o seu sistema organizativo, a empresa iniciou o processo de certificação pela norma NP EN ISSO 9001 e em abril de 2003 obteve o respetivo certificado.

Cumprindo o preceito legal e tentando garantir a melhor qualidade do produtos, em 2006 iniciou-se o processo de marcação CE, tendo obtido a marcação para todos os produtos produzidos abrangidos e mantendo ativo todo o sistema de qualidade.

As suas instalações situam-se na freguesia de S. Pedro de Tomar e ocupam uma área de 87.440m² (8.744 ha).

O anúncio de venda da empresa pode ser visto aqui

 

paviprel

- Publicidade -

1 comentário

  1. Mais um rombo no efectivo industrial do concelho. Continuamos à espera dos tais asiáticos anunciados pela inefável dona Belita, emérita presidenta deste concelho cada vez mais sombrio, que viriam tirar Tomar das trevas através da instalação duma unidade industrial na zona própria, ou dos tais dois empresários que ela desencantou para tirar a Platex da lama. Lembram-se?

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo