DestaqueSociedade

Jovem que morreu numa cascata no México esteve na nossa região há poucos meses

A portuguesa Erika Liane Tavares, de 23 anos, morreu afogada no dia 5, numa zona de cascatas no México. A jovem estava com o namorado, Johans Aigner de 24 anos e de origem Alemã, quando escorregou e caiu nas águas perigosas do centro de ecoturismo de Água Azul, na localidade de Tumbalá. O seu corpo só foi localizado no dia seguinte.

Com mais de 15 mil seguidores no Instagram, Erika partilhava fotos das suas inúmeras viagens por vários locais do mundo.

Em setembro, outubro e novembro do ano passado esteve na nossa região, onde fez questão de partilhar fotos da charola do Convento de Cristo em Tomar, do castelo de Almourol e do jardim das Portas do Sol em Santarém.

Sobre a charola escreveu que era “uma das igrejas mais lindas onde já esteve”, num monumento que considerou “um livro de toda a história da arte” e que tem “a janela mais famosa dos livros de história”.

Desaparece prematuramente uma jovem que, sempre com um sorriso, partilhava imagens dos lugares mais bonitos do mundo.

“Alguém me diga que tudo o que aconteceu não é verdade”, escreveu a mãe de Érica, Vanda Ribeiro, no Facebook. Noutra mensagem de dor: “Há 23 anos comprei te um berço e hoje dei comigo a tentar assinar dolorosamente a tua certidão de óbito MENINA LUZ”.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.