in ,

Homem que incendiou ecopontos e carros fica preso

O homem que é suspeito de ter incendiado vários ecopontos e dois automóveis em Tomar, na noite de 16 para 17 de dezembro, ficou em prisão preventiva a aguardar julgamento, por proposta do Ministério Público sancionada pelo juiz de instrução criminal.

O arguido foi detido pela PSP poucas horas depois da noite de vandalismo. Tem 48 anos e é originário do Minho.

Está indiciado pela prática de um crime de incêndio doloso por ter ateado fogo a 12 ecopontos e a dois veículos automóveis em vários locais da cidade. Os prejuízos estão avaliados em 4.267,44 euros quanto aos ecopontos e de, pelo menos, 3 mil euros quanto aos veículos.

Tendo em conta o perigo de continuação da atividade criminosa e uma vez que o homem já foi condenado anteriormente a oito anos e seis meses de prisão pelo mesmo crime, o Ministério Público decretou a prisão preventiva.

Comunicado do Ministério Público

Comunicado da PJ

Onda de vandalismo na cidade destrói ecopontos

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Uma boa malha na esquadra, mas à antiga portuguesa. Com cavalo-marinho até o espancador ficar cansado. Este tratamento tem uma virtude: instala na mente do espancado o sentimento de pavor a par da lembrança permanente da dor profunda. Apenas mais uma achega. O cavalo
    -marinho deve ser feito com pele de cobra à velha moda dos das antigas colónias africanas. A vantagem deste tipo de material é a de retalhar profundamente a pele. Os mais recentes feitos em materiais sintécticos só servem para coçar a comichão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Basket Club promove 1° evento solidário de basquetebol

Capas dos jornais locais e regionais