in ,

Corrida aos cartões de desconto de Natal

turismo IMG 20201127 124928

Uma longa fila tem-se formado todos os dias à porta do edifício de turismo de Tomar para comprar os cartões de desconto da campanha “Tomar Natal é no Comércio Local”, em que os utilizadores têm desconto de 50 por cento.

Inicialmente a câmara tinha previsto apenas 40 mil euros para esta campanha, mas teve de duplicar a verba dada a elevada adesão à iniciativa, ao ponto de se esgotarem os cartões.

Com a procura que se está a verificar, conforme se pode constatar pelas imagens, não admira que esse reforço da verba rapidamente esgote.

Os cartões têm um valor de 10 ou 20 euros, mas são comprados no edifício do turismo por metade do preço e podem ser utilizados nas cerca de 100 lojas aderentes.

turismo IMG 20201127 124912

Mais informação aqui

Lojas aderentes (26-11-2020):

A Bacana (Rua Serpa Pinto n.º 84)
A Bacana (Rua Serpa Pinto n.º 76)
A Bacana (Alameda 1 de Março, n.º 32 r/c)
Abelha, Ferragens e Ferramentas de Tomar (R. António Francisco Marques, n.º 2)
Abelha, Ferragens e Ferramentas de Tomar (Trav. dos Arcos, n.º 2)

ADNPRO (Rua de Coimbra, n.º 61 e 63)
Agrotemplários (Zona Industrial, Rua G, Lote 47)
Amor Lusitano – A Portuguese House – Loja (Av. Cândido Madureira, 19-21)
Armanda Brito Decorações (Rua Serpa Pinto n.º 30)
Artes de Cá (Rua Rua Silva Magalhães, n.º 81)
Artes em Festa (Rua Silva Magalhães, n.º 58)
Artiloiças (Rua dos Moinhos, n.º 14)
Atelier da Flor (Rua de Santa Iria, n.º 33)
Balvera Perfumarias (Alameda Um de Março, n.º 18)
Dama Chique (Rua Amorim Rosa, n.º 2)
Doremi Kids (Rua Serpa Pinto, n.º 116)
Dorita Concept (Rua Voluntários da República, n.º 119)
Farmácia da Misericórdia (Rua Infantaria 15, n.º 9C)
Farmácia de S. Pedro (Rua da Igreja)
Farmácia Ribeiro dos Santos (Av. Norton de Matos, n.º 13)
Farmácia Torres Pinheiro (Rua Serpa Pinto, n.º 27/33)
Filmoda (Rua João Carlos Everard, n.º 63)
Florista Oásis (Av.ª Norton de Matos, n.º 17)
Fotografia Victor (Rua Everard, n.º 101)
Fotoshop (Rua Serpa Pinto, n.º 53, loja 2)
Galeria do Mundo Rural (Rua Infantaria 15, n.º 77)
Giovanni Intimo (Alameda 1 de Março, n.º 25)
Giovanni Kids (Rua Amorim Rosa, n.º 45)
Giovanni Scarpe (Rua Amorim Rosa, n.º 40)
Giovanni (Rua Amorim Rosa, n.º 34)
Golden Prana Tomar (Rua dos Moinhos, n.º 73)
Inside (Rua Serpa Pinto, n.º 136-138)
JF – Material de Escritório (Rua João dos Santos Simões, n.º 28)
Koker (Rua Infantaria 15, n.º 43)
Lanidor Tomar (Rua Amorim Rosa, n.º 43)
Lifatel (Rua Marquês de Pombal)
Livraria e Papelaria Nova (R. Manoel de Mattos, lote 16)
Livraria, Papelaria Clipneto (Rua Infantaria 15, n.º 23)
Loja dos Templários (Rua dos Moinhos, n.º 31)
Loja Monobelo (Largo de Saboaria, Loja 2)
Lola i (Praceta de Olivença, n.º 2)
Maria Pupitas (Rua Infantaria 15, nº 26-28)
Master Bike (Travessa do Padrão n.º  8, 10 e 12)
MC – Moda XL (Rua dos Arcos, n.º 58)
Mercearia do Mercado (Mercado Municipal)
Mercearia Tianica (R. Silva Magalhães, n.º 91)
Marylete Modas (Rua Infantaria 15, n.º. 72)
Meias & Meias (Alameda Um de Março, C. Comercial, loja 144)
ModaChic (Rua Serpa Pinto, 124-126)
Moditalia (Rua Serpa Pinto, n.º 69/71)
Morefashion (Rua Marquês Pombal n.º. 20/24)
Multiópticas (Alameda 1 de Março)
Mundo das Malas (R. João dos Santos Simões, n.º 76)
Musical FH5 (R. Major Ferreira do Amaral, n.º 2)
My Gift (Rua dos Moinhos, n.º 61)
Nanda’s Gallery (Rua Coronel Garcês Teixeira n.º 18)

Noveste (Rua dos Moinhos, n.º 48)
Novestelar (Rua dos Moinhos, n.º 62 A)
Nutriben – Ervanária e Dietética (Av Cândido Madureira, nº 8A)
O Leque (Rua Infantaria 15, n.º 82)
Óptica Barreto (Rua Serpa Pinto, nº 160)

Óptica Portuguesa (Rua Torres Pinheiro, n.º 23)
Opticalia Premium Tomar (Rua Amorim Rosa, n.º 36)
O Rabanete (Rua Amorim Rosa, nº 49)
Ourivesaria Helena Silva (Av.ª Norton de Matos, n.º 25)
Ourivesaria Pereira (Rua dos Arcos, n.º 75)
Ourivesaria S. Francisco – Rua Serpa Pinto, nº 51
Ourivesaria S. Francisco – Centro Comercial Templários
Papagaio Louro (Rua Serpa Pinto, n.º 53 loja 1)
Papelaria A Verinha (Rua Professor Andrade, n.º 4)
Patarecos Contém Amor (Rua João dos Santos Simões, n.º 56-58)

Pautónia (Rua Serpa Pinto, n.º 46)
Perfilmodas (Rua de São João, n.º 66)
Perfumes & Companhia (Rua Serpa Pinto, n.º 98)
Pérola do Nabão (Rua Dr. José Tamagnini, r/c)
Pérola do Nabão (Rua João dos Santos Simões, n.º 55)
Pinheiro Bravo (Rua Infantaria 15, n.º 1)
Pinheiro Bravo (Rua Infantaria 15, n.º 52/56)
Plano B – Surf e Skate Shop (Rua Serpa Pinto, n.º 57)
Raiz, Representações Lda. (Av.ª Norton de Matos, n.º 28)
Red Fénix (Alameda Um de Março, n.º 35)
Retrosaria Carrão (Rua Serpa Pinto, n.º 166)
Retrosaria Fidalgo (Av. Cândido Madureira, n.º 45)
RoliSport (Rua Marquês de Pombal, n.º 53 a 55)
Rosa dos Ventos Templários (Rua Infantaria 15, n.º 55)
Quebramar (Rua Serpa Pinto, n.º. 85)
Sapataria Mena (R. Silva Magalhães, n.º 27)
Secret Jeans (Alameda Um de Março, n.º 41)
Skate Plaza Shop (Rua Serpa Pinto, n.º 66)
Socilar (Rua Everard, n.º 37)
Sophie Martin (R. Infantaria 15, n.º 59)
Tabacaria Discal (Rua Serpa Pinto, n.º. 111)
Teresa Framboesa (Rua Infantaria 15, n.º 88)
TiChica, Conceito de Interiores (Rua Marquês de Pombal, n.º 11)
Tomar Natural (Casal do Pote – Madalena)
Toque Juvenil (Rua Amorim Rosa, n.º 6)
Trilhos Urbanos (Rua Serpa Pinto, n.º 100)
Zokka (Av. Coronel Garcês Teixeira, n.º 2)

 

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Responder
  1. Resta saber do enquadramento legal de tal “venda”, à qual não é emitido qualquer documento contabilisticamente válido, nem se vislumbra ao abrigo de que lei habilitante pode ser depois entregue o remanescente aos comerciantes aderentes.
    Temo que no final de tudo, possamos estar perante mais uma embrulhada jurídica do tamanho das dezenas de milhar de euros que os cidadãos e os comerciantes adiantaram a esta “ação de promoção do comércio local”, o que se aplaude como princípio, mas que sobre a qual, não parece ter havido o necessário fundamento de legalidade.

    Luís Ferreira, ex-vereador da Câmara Municipal

    • Então as câmaras de todo o país, e o próprio governo estão a dar subsídios a estas empresas e você vem falar em embróglio jurídico???!!!! Tenha juízo!!!

      • Boa noite

        Eu levanto a questão, porque objetivamente não se trata de um “subsídio”, o qual tem trâmites legais próprios, diferentes aliás na administração central e na local. Tratando-se de uma venda, sem emissão de documento contabilistico válido, como se de um bilhete para um espetáculo se tratasse, ele tem o valor facial em dobro do custo, sendo que depois é “convertido” – em metade do valor facial, pelo comerciante junto da câmara, na exata proporção do número de cartões que recebeu. Desconheço qualquer enquadramento legal para isto poder ser feito assim, na administração local.

        É apenas essa a minha questão.
        Quanto ao princípio de “apoio ao comércio local”, nada a obstar, antes pelo contrário.

        Nós na administração pública, não podemos fazer o “que nos apetece”, ou o que “nos parece bem”, mas apenas aquilo que a lei nos permite fazer. Chama-se princípio da legalidade.

        À atenção de quem saiba mais e possa clarificar

        LF

  2. Parece ser realmente um sucesso de todo o tamanho. O que não significa que seja coisa boa. Excepto para os comerciantes beneficiários. Quanto ao resto, o tráfico de drogas também é um enorme sucesso a nível mundial e no entanto as autoridades tudo fazem para o reprimir. Porque será?
    Neste caso, estamos em época de pandemia e, conforme referi antes, todos os cuidados são poucos. Pelo que mais esta iniciativa camarária de caça ao voto, via benesses de duvidosa legalidade aos eleitores, carece de sentido de oportunidade.
    Basta reparar na foto. Não me parece que as pessoas estejam a dois metros umas das outras, conforme recomenda a DGS. Por exemplo.

  3. Também tenho duvidas acerca da legalidade da medida que parece que de repente andam imensos municípios a fazer o mesmo tipo de vales.
    Não está ainda na câmara a senhora Sara Catarina Marques Costa? Ou outra pessoa com formação jurídica capaz de esclarecer a legalidade da questão.

    Pessoalmente acho estranho esta forma de subsídio ao comércio local por parte de uma entidade pública ainda por cima nestes termos em que existe descriminação acerca de quem pode aderir à iniciativa já sem falar que só quem estiver a operar no concelho é que supostamente pode beneficiar da iniciativa o que com a integração na UE é um pouco complicado de entender estes “clubismos”.

    Dito isto, se houvesse algum referendo nacional sobre estes cartões “concelhios” provavelmente votaria favoravelmente. Antes o dinheiro ir para a economia local/ regional que ir para outro lado.

    • Vocês, “juristas”, fazem-me rir. Todos os países da UE dão beneficíos diferentes á economia. A agricultura é subsidiada de maneira diferente dentro da União. Onde eu vivo o governo até têm uma campanha semelhante em que as pessoas podem ir uma vez por semana jantar fora e pagam metade. O IVA é diferente nos vários países da União e até em Portugal continental e insular. Os combustíveis são muito mais baratos em Espanha do que em Portugal. Os carros são muito mais baratos na Alemanha do que em Portugal. Não vos entendo!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
rua arcos IMG 20201125 144348

Trânsito normalizado na rua dos Arcos

convento de s. francisco

Três vertentes de uma opção controversa – 2