in ,

Comissão de Proteção de Crianças e Jovens com mais de 100 processos

criança violen

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Tomar, agora presidida por Tânia Franco depois de seis anos com Rita Carapau na presidência, terminou o ano de 2020 com um total de 108 processos ativos.

De 2019 transitaram103 processos e durante o ano 2020 foram instaurados 83 novos processos, alguns dos quais foram arquivados. A maior parte referem-se ao território da freguesia urbana.

As queixas à CPCJ chegam principalmente por escrito ou correio eletrónico, através das autoridades policiais, dos estabelecimentos de ensino e de vizinhos e particulares, entre outros.

Negligência, violência doméstica, comportamentos graves antissociais ou indisciplina e absentismo escolar são os principais problemas detetados.

É nas faixas etárias dos 11 aos 14 e dos 15 aos 17 anos que se regista maior incidência de casos.

Estes dados foram compilados com base no relatório anual da CPCJ.

 

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
flecheiro policia IMG 20210422 090358

Operação policial com grande aparato no Flecheiro (c/ vídeo)

gui 396630624 4311021734575481809 n

Tancos: militar de 23 anos morre em despiste