in ,

Bombeiros da Barquinha apagam incêndio em chaminé em Santa Cita

incend chamin
Foto ilustrativa

A falta de bombeiros na corporação de Tomar é cada vez mais notória, havendo alturas em que estão no quartel apenas dois ou três elementos.

Nesta terça feira, dia 3, ao fim da tarde aconteceram duas ocorrências em simultâneo às quais os bombeiros de Tomar não foram suficientes para dar resposta.

Eram 18.30 horas quando se registou um aparatoso acidente com quatro viaturas perto de Cem Soldos. Cerca de meia hora depois, e enquanto os bombeiros estavam mobilizados para o acidente, deflagrou um incêndio numa chaminé em Santa Cita, freguesia de Asseiceira.

Como não havia bombeiros no quartel de Tomar, tiveram de ser chamados os bombeiros de Vila Nova da Barquinha para apagar o fogo.

Desde que a câmara deixou de compensar os voluntários, em agosto de 2018, a desmotivação instalou-se e, a pouco e pouco, foram abandonando a corporação. No quartel comenta-se que o objetivo da Autarquia é acabar com os voluntários de modo a que fiquem apenas os bombeiros municipais.

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

9 Comentários

Responder
  1. Aqui está mais um motivo pelo que a Câmara conseguiu baixar o passivo.
    Não paga a quem deve. Mas claro que o Sr. Rui Pompeu concorda com esta política.
    Pena que quando ele precisa dos ditos bombeiros estes não olhem para pagamento ou não e mesmo assim vai em seu auxílio.
    Tem juizinho Rui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

padre mário e sérgio 53333171336594729 o

Padre Sérgio Santos festeja 45 anos

IMG 20191128 161328

Regressam as “crateras” na Várzea Grande