DestaqueSociedade

Automobilistas “às aranhas” por falta de sinalética

Por causa das obras na av. Nuno Álvares Pereira, em Tomar, os automobilistas têm de utilizar circuitos alternativos, onde, na maior parte dos casos, não existe qualquer sinalética.

Damos apenas um exemplo: quem pretenda sair da cidade pelo lado sul tem de seguir pela av. António da Fonseca Simões, mas chegados à rotunda da GNR (na foto) não existe qualquer indicação sobre a direção a seguir, nomeadamente em direção ao Entroncamento ou à A13.

Já verificámos no local que alguns automobilistas hesitam e acabam por seguir pelo Alto do Piolhinho em direção a Cabeças, perdendo-se em estradas secundárias.

Se em Tomar são muitos os problemas por falta de sinalética, este é um caso flagrante, que a câmara facilmente poderia resolver.

3 comentários

  1. “Se em Tomar são muitos os problemas por falta de sinalética, este é um caso flagrante, que a câmara facilmente poderia resolver.”

    Mas isso não implicaria bom planeamento e boa fiscalização? Não seria pedir demais?

  2. Os automobilistas em Tomar são uma espécie a desconsiderar. Apesar do contributo fiscal, nomeadamente o IUC pago que vai direito para os cofres da autarquia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.