DestaquePolítica

Autárquicas: mulheres encabeçam só 20 por cento das listas em Tomar

Das 56 listas para as eleições autárquicas entregues pelos partidos no tribunal de Tomar, e referentes às candidaturas à câmara, assembleia e freguesias, apenas 20 por cento são encabeçadas por mulheres.

Se para a câmara de Tomar temos duas mulheres a disputar a presidência – Anabela Freitas (PS) e Lurdes Ferromau (PSD) – já para a assembleia municipal são apenas homens que encabeçam as listas. Das sete forças políticas que concorrem à câmara, apenas aqueles dois partidos apresentam mulheres em primeiro lugar.

Nas freguesias, a presença de mulheres também é pouco representativa sendo que a lei da paridade obriga a que um dos sexos tenha uma representação mínima de 40% nas listas, condição extensiva a todos os órgãos autárquicos.

É na freguesia de Madalena / Beselga que há mais mulheres a encabeçar as listas, entre as cinco que estão na corrida há três: Luísa Maria Henriques (PS), Helena Maria Calado (BE) e Sandra Raposo (CDS-PP, MPT, PPM).

Ali ao lado, em Paialvo, das quatro listas, há duas mulheres a ocupar o primeiro lugar: Ana Marília Elias (PSD) e Rita Isabel Silva (CDU).

Depois, há quatro freguesias com apenas uma lista encabeçada por uma mulher: Carregueiros – Susana Maria Henriques (PSD), S. Pedro – Rosa Maria Silva (BE), Sabacheira – Susana Alves (PSD) e S. João / Santa Maria – Anabela Mota (CDU).

Estes dados veem confirmar que a política continua ainda a ser dominada pelos homens, estando a presença das mulheres praticamente limitada ao legalmente exigido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.