DestaqueSociedade

Antigo pastor da Igreja Adventista em Tomar apanha mais seis anos de prisão

Foi condenado a mais seis anos de prisão o antigo pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia de Tomar que já está a cumprir pena de sete anos por abuso sexual de criança, segundo o jornal Correio da Manhã.

Desta vez Rolembergue Cruz, de nacionalidade brasileira, foi condenado no Tribunal de Santarém pelo crime de violação agravada, cometido em março de 2015 sobre uma menor de 13 anos que violou com cópula efetiva, refere o mesmo jornal.

Este segundo processo resultou de uma certidão extraída do anterior processo judicial pelo qual, em meados de 2019 o antigo pastor foi condenado a sete anos de cadeia. Nessa altura, o tribunal confirmou 24 crimes de abuso sexual de criança, cometidos ao longo de seis anos sobre a filha de um casal de fiéis de quem era amigo.

Citando o acórdão, o Correio da Manhã refere que o arguido, de 60 anos, não demonstrou qualquer sentimento de vergonha, remorso ou arrependimento no julgamento, mostrando-se indiferente em relação às consequências dos seus atos na menor.

O crime de violação terá ocorrido no dia em que a menina fez 13 anos. Nesse dia, segundo o jornal, o pastor foi buscar a adolescente à escola em Tomar, e levou-a para a sua casa, onde a trancou no quarto, despiu e violou.

pastor

Ex-pastor evangélico de Tomar acusado de violação de menor

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.