CulturaDestaque

Quatro milhões da “bazuca” vêm para o Convento de Cristo

Do pacote financeiro vindo de Bruxelas para alavancar a recuperação do país em cenário de pandemia, 150 milhões de euros estão destinados à requalificação do património e desse montante, quatro milhões serão canalizados para o Convento de Cristo.

O jornal Público dedica uma página a este assunto, depois de há duas semanas, a ministra e a secretária de Estado da Cultura terem anunciado as intervenções em monumentos, museus e teatros ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que prevê um investimento de 150 milhões de euros em património até 2025.

Em relação ao Convento de Cristo, a diretora Andreia Galvão, e a sua equipa “estão agora a trabalhar no programa preliminar da intervenção, mas não sabem ainda quando começarão os trabalhos”, refere aquele jornal.

As obras preveem a criação de uma nova entrada/zona de acolhimento nos Paços do Infante, que será reabilitado, assim como a área de escavações arqueológicas. O projeto para este monumento prevê ainda trabalhos de conservação e restauro no castelo templário, o que obrigará a novas escavações.

“Depois destas obras vamos poder ter dois circuitos de visita, um para o convento e outro para a alcáçova”, diz ao Público. E Andreia Galvão espera esticar os 4,5 milhões de euros de forma a permitir assegurar o arranque do restauro do claustro principal, o de D. João III.

Para breve e fora deste pacote, está previsto para breve o arranque da empreitada de reabilitação das coberturas e fachada da igreja manuelina, orçamentada em 1 milhão de euros.

 

Muitos museus e muito pouco tempo para executar os 150 milhões do PRR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Adblock Detectado

Por favor, considere apoiar o nosso site desligando o seu ad blocker.