in ,

Peça mais cara da exposição “Sítios da Pedra” custa 25 mil euros

IMG 20201101 101504 Copia

Uma peça feita em mármore, do escultor moçambicano Makonde Ntaluma, é a mais cara da exposição “Os Sítios da Pedra”, que pode ser visitada no Complexo Cultural da Levada, em Tomar, até 27 de dezembro. A obra intitulada “Paz para o Mundo”, tem 2,85 m de altura e custa 25 mil euros.

A segunda peça mais cara não tem título e é da autoria de Moisés Preto Paulo. A conjugação artística de mármores diversos custa 12 mil euros.

Neste ranking, segue-se a obra “Aura”, com Lioz e Amarelo de Negrais, criada por Beatriz Cunha. Custa 10 mil euros. As restantes peças estão à venda por valores mais baixos, sendo que algumas já estão vendidas.

Ao todo, são mais de 50 obras artísticas numa exposição coletiva de 15 escultores, cinco desenhadores, 10 fotógrafos e dois canteiros. Sem dúvida, a melhor exposição que passou por Tomar nos últimos anos. Vale a pena visitar. A entrada é livre.

Horário: de quarta a sexta feira das 14 às 17 horas, sábados e domingos das 10 às 12 e das 14 às 17 horas.

Catálogo da exposição:

 

 

 

Escrita por Redação

Blog informativo Tomar na Rede. Notícias sobre Tomar e região envolvente. Informação local e regional.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0
sp. Tomar

Sporting de Tomar vence em Turquel

miguel tolda 4525972515078256079 o

Atleta tomarense concluiu o primeiro “Ironman” na sua terra