in , ,

O triste anonimato das estátuas vivas

Quem são os artistas que participaram no festival de estátuas vivas em Tomar? Como se chamam? De onde vêm? Ninguém sabe.

Sabemos quais as personagens que interpretaram, mas o artista por trás da encenação permanece anónimo, não por vontade própria, mas porque a organização não divulgou os nomes dos artistas da imobilidade.

No site da câmara e do evento não consta qualquer informação e no folheto distribuído durante o evento também não se publica o nome dos artistas.

Enviámos um email à câmara de Tomar a pedir que nos desse informações sobre os artistas que participaram no festival de estátuas vivas, em concreto os nomes dos vencedores, mas, para variar, não recebemos qualquer resposta.

Lamenta-se que a câmara não valorize quem se dedica a esta arte da imobilidade e que merece, cada um, ter o seu nome e ser conhecido.

Escrita por José Gaio

Comentários

Leave a Reply
  1. Mas na fotografia estão lá artistas locais bem conhecidas/os, cuja principal preocupação, logo a seguir ao ordenado no fim do mês, é mesmo ficarem sempre bem na fotografia…

  2. O seu raciocínio é correto mas há uma observação que não se percebe: a estranheza pela preocupação com o ordenado no fim do mês. É que só os ricos não tem essa preocupação. Será o seu caso?

    • Tem razão, embora a minha estranheza não seja assim tão estapafúrdia como lhe parece. Isto porque, concordando que todos nos preocupamos com a guita ao fim do mês (e até durante o dito), convém ter em conta que raramente essa preocupação é a principal. Ao contrário, quem fora da política não consegue ganhar tanto ou mais que como eleito, ou funcionário “empurrado pelos camaradas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comentários

Várias árvores abatidas junto ao rio Nabão (c/ fotos e vídeo)

Quem são os candidatos pelo distrito?