in ,

Ir ao cinema em Tomar significa passar frio

Cineteatro de Tomar

O cineteatro de Tomar tem o sistema de climatização avariado há longos meses. Se no verão a sala é fresca, no inverno torna-se um frigorífico, com um frio difícil de suportar para quem tem de estar sentado e parado hora e meia ou duas horas.

Por isso, já se tornou habitual haver pessoas que frequentam as sessões semanais de cinema do cineclube munidas de mantas. Entram no cineteatro para ver cinema, como habitualmente às terças feiras, mas levam consigo uma manta para proteger do frio.

Já houve também casos de artistas que atuaram no cineteatro e se queixaram desse problema que a câmara tarda em solucionar.

Isto para não falar do problema da chuva que cai nos bastidores. À semelhança do que acontece na biblioteca, também nos bastidores do cineteatro há baldes espalhados a aparar a água da chuva.

 

Escrita por Redação

Comentários

Responder
  1. Não se queixem. Esse é o retrato real da (ainda) cidade de Tomar. O cinema aqui é um favor da câmara para manter a atividade cultural no burgo como acontece no país profundo, o país do interior e rural. Onde Tomar está. Se querem cinema nos moldes modernos vão a Torres Novas ou Leiria, por exemplo. Por aqui espera-se pelos turistas!

  2. Há que poupar. A presidência camarária alberga um pequeno contingente de adjuntos com grande impacto salarial. Prioridades…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

Incêndio destrói contentor de lixo

Apelo* (atualização)